Usar o próprio sangue para 'tratar' doenças funciona?

Segundo especialistas, realizar a chamada auto-hemoterapia apresenta riscos à saúde, já que o sangue é retirado e aplicado sem receber tratamento

24/07/2015 12:42

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
YouTube/Reprodução
Vídeos no YouTube mostram como realizar a auto-hemoterapia, que, segundo especialistas, não possui eficácia comprovada, e ainda pode gerar problemas para o organismo (foto: YouTube/Reprodução)
A Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, a Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) e o Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo alertam para o uso da técnica conhecida como auto-hemoterapia. Ela consiste na retirada do sangue do paciente e na aplicação, uma vez por semana, no músculo do braço ou nas nádegas. O sangue é retirado no momento em que será aplicado no paciente e não recebe nenhum tratamento.

saiba mais

De acordo com Dalton Chamone, professor titular de hematologia e hemoterapia USP, e presidente da Fundação Pró-Sangue Hemocentro de São Paulo, "a prática é tão antiga quanto o uso de sangria há 200 anos. Não há comprovação científica sobre a eficácia do tratamento".

A auto-hemoterapia vem sendo utilizada em todo o país. Na internet, existem vários sites, páginas no Facebook e vídeos no YouTube que divulgam o suposto tratamento.

A Anvisa já lançou uma nota técnica, condenando a prática da auto-hemoterapia, porque não há estudos científicos que comprovem sua eficácia.

Efeitos colaterais

A Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo alerta que a auto-hemoterapia não tem fundamento científico e pode provocar efeitos colaterais graves, como infecção generalizada, e levar o paciente à morte. Segundo Dalton Chamone, "a técnica é uma ‘picaretagem", pois não há evidências científicas que comprovem sua eficácia e segurança.

O efeito seria inócuo e uma incoerência, já que retira o sangue para aplicá-lo novamente na pessoa, para que ele "circule em todo o corpo", sendo que já estava circulando. "É um tratamento de modismo, tal qual tantos outros. No interior do Brasil, ainda é comum as pessoas beberem urina de cavalo para tratar várias doenças", informa o médico.

Promete curar de acne a câncer

A auto-hemoterapia consiste na retirada do sangue do paciente e na sua introdução, uma vez por semana, no músculo do braço ou nas nádegas.

De acordo com os profissionais de saúde que utilizam a técnica, a quantidade de sangue a ser aplicada depende da doença que deve ser tratada e pode variar de 5 a 20 ml. Cada braço pode receber até 5 ml e cada nádega até 10 ml.

Quando o organismo recebe o sangue no músculo, o reconhece como um corpo estranho, o que estimularia o sistema imunológico. O método, segundo eles, seria capaz de curar de acne a câncer.

(com Agência Imprensa Oficial de São Paulo)

Últimas notícias

Comentários