Sabia que a onze-horas é um perigo para os animais domésticos?

Muito usada na ornamentação de jardins, a planta possui pequenos cristais em sua flor, que podem levar à morte dos pets

05/08/2015 14:38

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Wikimedia/Reprodução
A planta chamada de onze-horas possui cristais de oxalato de cálcio nas folhas e flores, que ao serem ingeridos por animais de estimação, podem até levar à morte (foto: Wikimedia/Reprodução)

Você conhece a planta cuja flor se abre por volta do meio dia? Pois é, a onze-horas, ou Portulaca grandiflora, é muito comum na América do Sul, podendo ser encontrada do sudeste do Brasil até a Argentina, e recebeu esse nome popular devido ao horário em que suas flores abrem para receber a luz solar. Como é muito bonita, seu uso em jardins logo se tornou comum por aqui.

O problema é que a onze-horas, apesar de não ser venenosa, é um perigo para animais de estimação, pois, ao comê-la, acabam com a parede do estômago perfurada pelos micro-cristais que existem nas folhas e nas flores dessa espécie.

Como mostra o portal Biologia Total, a Portulaca grandiflora, quando consumida por humanos, por exemplo, precisa ser cozida, para que sejam desfeitos os cristais de oxalato de cálcio presentes em suas flores e folhas, e que servem de mecanismo de defesa da planta. Mas, quando ingeridos pelos pets, esses elementos podem irritar o trato digestivo e respiratório dos animais, levando à morte por hemorragia ou asfixia, caso não haja socorro imediato.

"Outras plantas comuns que têm oxalatos são a comigo-ninguém-pode e os copos de leite", informa o Biologia Total.

Últimas notícias

Comentários