Nova foto de Marte causa polêmica online

Depois de um suposto rosto e de uma pirâmide que teriam sido fotografados na superfície do planeta vermelho, agora, a discussão é sobre 'caranguejos' monstruosos em cavernas

por João Paulo Martins 05/08/2015 16:55

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Nasa/Divulgação
Detalhes mostram os 'estranhos objetos' localizados por internautas em imagem da superfície de Marte, divulgada pela Nasa (foto: Nasa/Divulgação)
Será que cada foto da superfície de Marte enviada pelo robô Curiosity, da Nasa, vai gerar polêmica? Desta vez, uma imagem que mostra, supostamente, duas entradas de cavernas, estão gerando discussão no Facebook. Muitos usuários dizem que é possível ver dois "objetos" estranhos no que seria a abertura desses buracos. Alguns estão comparando os "seres" que aparecem na foto a caranguejos gigantes – daqueles que só se vê em obras de ficção científica.

Facebook/Reprodução
Um usuário do Facebook compartilhou essa imagem, dizendo que se trata de um 'caranguejo' gigante em Marte. Segundo astrônomo, é mais um caso de pareidolia (foto: Facebook/Reprodução)


Mas, ao contrário do que se via nos filmes "trashes" dos anos 1950, que associavam Marte a alienígenas e até mesmo a robôs invasores, não existe nenhuma forma de vida, ainda, no planeta vermelho. "As pessoas me mandam essas imagens, excitadas, dizendo que são coisas que nunca poderiams ser vistas num planeta devastado e árido como Marte. Normalmente, dizem que são animais ou mesmo objetos estranhos, incluindo partes de automóveis", conta o astrônomo Seth Shostak, do centro de pesquisa de vida alienígena SETI, na Califórnia (EUA), ao portal de notícias Huffington Post.

Como explica o cientista, mais uma vez, essas criaturas "inexplicáveis" não passam de erro de interpretação, causado pelo efeito pareidolia, ou seja, quando o cérebro humano tende a enxergar formas conhecidas em objetos aleatórios. "Não é um problema de visão. A pareidolia nos ajudou a evoluir, já que fez nossos ancestrais enxergarem predadores a uma longa distância", completa Seth Shostak.

Últimas notícias

Comentários