Vacinação contra a poliomielite começa sábado dia 15

A meta do Ministério da Saúde é imunizar 95% das crianças entre seis meses e 5 anos

11/08/2015 11:56

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Tomaz Silva/Agência Brasil/Divulgação
Segundo o Ministério da Saúde, o Brasil não apresenta casos de poliomielite desde 1989 (foto: Tomaz Silva/Agência Brasil/Divulgação)
A Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite começa oficialmente no próximo sábado, dia 15 de agosto, e segue até dia 31. Os pais devem levar as crianças de seis meses a 5 anos de idade aos postos de saúde para receber a imunização gratuita contra a doença, que causa paralisia nos membros do corpo e pode levar à morte.

"A meta é vacinar 95% das crianças nesse período. Para manter o Brasil fora da circulação do poliovírus, precisamos que elas estejam imunizadas", diz Eunice Raquel Amorim, coordenadora do Programa Nacional de Imunização da Secretaria Municipal da Saúde.

O último caso de poliomielite no país foi registrado em 1989, na Paraíba. Em 1994, o Brasil  recebeu da Organização Mundial da Saúde (OMS) o certificado de eliminação da doença. Embora não haja circulação do vírus no Brasil, neste ano, 16 países registraram casos de paralisia infantil, sendo que em três deles a doença é considerada endêmica: Afeganistão, Nigéria e Paquistão. Para evitar a reintrodução do vírus no Brasil, o Ministério da Saúde decidiu promover a campanha de vacinação.

A paralisia infantil é uma doença infecto-contagiosa viral aguda que atinge principalmente crianças de até 5 anos. É caracterizada por quadro de paralisia flácida de início súbito, principalmente nos membros inferiores. Sua transmissão ocorre pelo poliovírus, carregado pelas fezes e gotículas expelidas durante a fala, tosse ou espirro da pessoa contaminada. Falta de higiene e de saneamento na moradia, além da concentração de muitas crianças em um mesmo local favorecem a transmissão.

(com Portal EBC)

Últimas notícias

Comentários