Cientistas descobrem um 'Stonehenge' no fundo do mar da Itália

O monolito de mais de 9 mil anos lembra as estruturas que compõem o mais famoso sítio arqueológico da Inglaterra

por João Paulo Martins 11/08/2015 18:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Inhabitat.com/Reprodução
O monolito de 12 metros de comprimento, segundo o cientista italiano, deve ter sido construído há cerca de 10 mil anos (foto: Inhabitat.com/Reprodução)
Nas águas profundas da costa da Sicília, na Itália, cientistas descobriram um grande e misterioso monolito de pedra que acreditam ter sido esculpido por volta de 10 mil anos atrás.

"Considerando o formato e o comprimento, podemos dizer que é similar aos monolitos de Stonehenge, mas sua idade é bem mais antiga", diz o geofísico marinho Emanuele Lodolo, do Instituto Nacional de Oceanografia e Geofísica Experimental de Trieste (Itália), e co-autor do artigo que descreve a descoberta, em entrevista ao portal de notícias The Huffington Post.

Para se ter uma ideia, o complexo de Stonehenge, que fica em Wiltshire, na Inglaterra, deve ter sido construído entre 4 e 5 mil anos atrás.

O artefato de pedra italiano, que possui três buracos, tem cerca de 12 m de comprimento e forma uma espécie de quadrado com uma seção transversal medindo, cada lado, por volta de 2 m. Segundo Lodolo, o monolito foi descoberto em setembro de 2014 por um mergulhador que estava a 40 m de profundidade no canal da Sicília.

Não se sabe qual foi a civilização responsável pela estrutura de mais de 9 mil anos, mas, segundo o cientista, tudo indica que os construtores da misteriosa obra viveram no Mediterrâneo, e o monolito deve ter sido criado na própria ilha da Sicília.

Em relação à função do artefato, Emanuele Lodolo acredita que deve ter sido "alguma espécie de farol ou sistema de ancoragem para navios".

O artigo com a descoberta no mar italiano foi divulgado no Journal of Archaeological Science, publicação científica que pertence à editora holandesa Elsiever.

Últimas notícias

Comentários