Bolsa de mulher é mais suja que o vaso sanitário, sabia?

Entenda isso com o famoso Dr. Bactéria, que ainda dá dicas para se evitar a contaminação

14/08/2015 10:12

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
Como são largadas em qualquer lugar, bolsas e carteiras são consideradas tão sujas quanto um vaso sanitário, segundo o Dr. Bactéria (foto: Pixabay)
Bolsa de mulher e carteiras masculinas são muito contaminadas porque, segundo o biomédico Roberto Martins Figueiredo, mais conhecido como Dr. Bactéria, são colocadas em qualquer lugar: no chão, na cadeira, em cima da mesa, no balcão dos banheiros públicos ou na mesa do bar. Isso faz com que esses acessórios sejam mais sujos que o vaso sanitário. Além disso, dentro das bolsas, costuma-se colocar de tudo, de dinheiro jogado solto a balas que, com o tempo, ficam meladas e se pregam a moedas, clipes de papel, cabelo e poeira.

O especialista alerta que é preciso evitar carregar comida dentro da bolsa, porque o alimento pode derramar ou se misturar com outras coisas. Com isso, ele fica contaminado. O bimédico lembra ainda que os lugares mais sujos da bolsa são a parte de baixo, que entra em contato com as superfícies, e a alça. Neste caso, porque as mãos são o maior foco de contaminação. Dois locais que nos contaminamos são as maçanetas e as escadas-rolantes, que estão classificadas entre as coisas mais sujas que existem. Outro lugar muito sujo que costumamos encostar as mãos é o carrinho de supermercado.

O Dr. Bactéria ensina que a bolsa feminina tem de ser limpa toda semana e cada objeto dentro dela deve ser examinado e, depois, colocado de volta, separadamente, no interior do acessório.

(com Rádio Nacional de Brasília)

Últimas notícias

Comentários