Cruzeiro tem pior ataque desde 2003 no Brasileirão, até a 20ª rodada

Com apenas 15 gols em 20 jogos, a Raposa, nem de longe, lembra as campanhas de 2014 e 2013, quando liderava a principal competição nacional e tinha 43 e 44 tentos marcados, respectivamente

por Vinícius Andrade 27/08/2015 17:32

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Marcello Zambrana/Light Press/Cruzeiro
O ataque do Cruzeiro, comandado por Leandro Damião, este ano, está devendo muito, com apenas 15 gols em 20 jogos. É o pior resultado para esse período desde 2003 (foto: Marcello Zambrana/Light Press/Cruzeiro)
O ano de 2015 tem sido um prato cheio para as estatísticas negativas no time do Cruzeiro. Passada a 20ª rodada do Campeonato Brasileiro, um dado chama atenção: a Raposa tem o pior ataque de sua história, considerando os dados a partir de 2003, quando a competição passou a ser disputada por pontos corridos. São apenas 15 gols em 20 jogos, uma média de 0,75 por partida. Pelo Brasileirão, a equipe já não marca há três rodadas (derrota para o Joinville por 3 a 0, empate com o Internacional por 0 a 0 e revés diante do Corinthians por 3 a 0).

Os números contrastam com os dois últimos anos, quando o clube celeste foi campeão nacional. Em 2013, após 20 jogos, o Cruzeiro já havia balançado a rede dos adversários 44 vezes. No ano seguinte, foram 43 gols. Os melhores ataques celestes até a 20º rodada foi em 2003 e 2007, com 45 tentos.

Para se ter ideia da força ofensiva cruzeirense nesses anos, o ataque mais eficiente da atual edição do Brasileirão pertence ao Atlético, com 35 gols.

A lista de artilharia ilustra a má fase do setor ofensivo do Cruzeiro. Leandro Damião e Charles são os jogadores que mais fizeram gols no Brasileiro, com apenas dois tentos. Ano passado, Ricardo Goulart e Marcelo Moreno foram os goleadores do time. Eles balançaram as redes 15 vezes e dividiram a terceira posição da artilharia ao final do campeonato.

Números ruins no comando

Outro dado que pesa contra o Cruzeiro este ano é o desempenho de Luxemburgo à frente da equipe. Ele é dono do segundo pior retrospecto de um treinador nas últimas 10 temporadas da Raposa. São 17 jogos, com seis vitórias, três empates e oito derrotas. Aproveitamento de 41,17%. Luxa só não perde para Emerson Ávila, que ficou seis partidas no comando celeste, em 2011, e teve um saldo de 11,11%, com quatro derrotas e dois empates.

Confira abaixo o ranking decrescente com o número de gols e a posição do Cruzeiro no Brasileirão, nos últimos 12 anos, até a 20ª rodada:

  • 2003: 45 gols – 1º colocado
  • 2007: 45 gols – 2º colocado
  • 2013: 44 gols – 1º colocado
  • 2014: 43 gols – 1º colocado
  • 2005: 37 gols – 12º colocado
  • 2008: 34 gols – 2º colocado
  • 2006: 32 gols – 7º colocado
  • 2011: 28 gols – 11º colocado
  • 2012: 26 gols – 6º colocado
  • 2004: 25 gols: - 11º colocado
  • 2010: 23 gols – 3º colocado
  • 2009: 21 gols – 13º colocado
  • 2015: 15 gols – 15º colocado

Últimas notícias

Comentários