Entenda o que gera o efeito da Superlua

Neste sábado, dia 29 de agosto, será possível ver nosso satélite natural de um tamanho diferenciado

28/08/2015 13:58

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Paulo Pinto/Fotos Públicas/Divulgação
A Superlua ocorre quando o satélite natural da Terra está na fase de sua órbita chamada de perigeu, que é a mais próxima de nós (foto: Paulo Pinto/Fotos Públicas/Divulgação)
Em astronomia, chama-se Superlua ou Superlua cheia a ocasião na qual a Lua cheia se situa a não mais de 10% do seu ponto mais próximo da Terra no percurso da sua órbita (o perigeu). Isto acontece devido à órbita lunar ser elíptica e o seu centro não coincidir com o centro da Terra. Nos referidos casos, aparenta ser maior e mais brilhante que o normal.

O ponto mais distante na órbita elíptica da Lua com relação à Terra se chama apogeu e, o ponto mais próximo, perigeu (356.577 km). No momento do perigeu, com a Lua cheia, temos o efeito Superlua.

Esta condição acontecerá neste sábado, 29 de agosto, e poderá ser vista em diversas regiões do globo. A dica é aproveitar as primeiras horas da noite, quando o satélite ainda está próximo do horizonte.

(com Portal EBC e Eco4u)

Últimas notícias

Comentários