Japão desiste de logotipo dos Jogos Olímpicos de 2020 após polêmica

O símbolo escolhido para as Olimpíadas de Tóquio foi considerado plágio

por João Paulo Martins 01/09/2015 10:07

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Internet/Reprodução
O logotipo dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 (esq.) e o símbolo do teatro belga Théâtre de Liège. Você percebe a semelhança entre eles? (foto: Internet/Reprodução)
Após a repercussão negativa gerada pelo símbolo dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, o comitê organizador japonês decidiu desistir do logotipo. A polêmica, que tomou conta da internet, se deve a um suposto plágio cometido pelo designer Kenjiro Sano, responsável pela criação da imagem que representa as Olimpíadas de 2020. A acusação é de que ele teria se baseado no logotipo do Théâtre de Liège, que fica na Bélgica, e cujo símbolo fora criado em 2013 por Olivier Debie.

O designer belga logo reconheceu a semelhança com seu trabalho e entrou na justiça com o pedido de indenização por plágio, que teria sido cometido pelos japoneses.

O comitê olímpico de Tóquio 2020 chegou a apresentar um esboço de como ficaria a nova marca do evento, com uma adaptação feita por Kenjiro Sano. O problema é que, mais uma vez, ele foi acusado de plagiar outra criação. Neste caso, seria baseado no trabalho do designer alemão Jan Tschichold, já falecido.

Internet/Reprodução
Depois da polêmica do primeiro logotipo, os organizadores dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 pediram a Kenjiro Sano um novo símbolo, o que gerou outra acusação de plágio (foto: Internet/Reprodução)


Em novembro de 2013, a galeria Ginza Graphic Gallery, em Tóquio, recebeu uma exposição do artista alemão, e o cartaz trazia justamente a letra "T" com um círculo vermelho na base – que representa a segunda opção de logotipo apresentada por Kenjiro.

Diante do tumulto gerado pelo símbolo dos jogos de 2020, o Japão fará um concurso para escolher a melhor marca para o evento. E, reconhecendo a fraude cometida pelo designer, os organizodores deciciram que Kenjiro Sano não será pago pela polêmica arte.

Últimas notícias

Comentários