Sabia que sua pele precisa de cuidados diferentes conforme a idade?

Entenda como é possível deixar sua cútis mais saudável quando se chega na casa dos 30, 40 e 50 anos

por João Paulo Martins 02/09/2015 11:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Newlovetimes.com/Reprodução
Como mostra a dermatologista, mudanças naturais relacionadas à idade afetam diretamente a pele, que necessitam de cuidados específicos (foto: Newlovetimes.com/Reprodução)
Lavagem com espuma, esfoliação, serums, tratamento com ácido, máscaras, enfim, não importa qual é sua rotina de cuidados com a pele: existe uma grande chance de você ficar testando e errando até achar uma combinação de produtos que seja adequada à sua cútis. Segundo especialistas, é preciso saber que as necessidades da pele mudam conforme envelhecemos. O que você usava quando estava na casa dos 30 anos, não traz o mesmo resultado quando se está com 50.

Confira abaixo as recomendações da demartologista americana Jessica Wu, acerca dos cuidados que se deve ter coma  pele, segundo a faixa etária:

Aos 30 anos

Segundo a dermatologista, a dica para quem está nessa faixa etária é simples: use um clareador de pele à base de vitamina C, e que seja acondicionado numa embalagem opaca. "Quando se tem 30 anos, existe maior probabilidade de sofrer danos causados pelo Sol, como a descoloração da pele. Por isso, é preciso esquecer os danos do passado e tentar conseguir o tom de pele natural de volta", diz Wu.

O uso do clareador à base de vitamina C também serve como prevenção contra futuras descolorações da pele. Ela lembra que as embalagens escuras são importantes, pois protegem esse nutriente, que começa a se degradar assim que entra em contato com a luz ambiente.

Aos 40 anos

Quando se chega na casa dos 40, começam a surgir linhas finas e rugas no rosto, especialmente na região dos olhos. Vale lembrar que isso não acontece apenas na cabeça. "Esse é o momento em que a pele começa a perder colágeno, ficando mais delicada", explica Jessica Wu.

A solução: creme à base de retinol (composto que leva vitamina A). "Os retinóis ajudam a pele a produzir colágeno naturalmente. O resultado é uma cútis mais resistente e macia. Recomendo usar uma camada fina sobre a pele seca. É preciso esperar 15 minutos após lavar o rosto, antes de aplicar o produto. Se sua pele estiver úmida, mesmo que minimamente, pode causar irritação", alerta a dermatologista.

Newlovetimes.com/Reprodução
A limpeza de pele, por exemplo, aos 50 anos, não deve ser feito com espumas, e sim, com cremes ou óleos, que não ressecam a pele (foto: Newlovetimes.com/Reprodução)


Aos 50 anos

Ao chegar na chamada "meia-idade", os hormônios começam a mudar e a gerar impactos diretos na pele. "Nessa idade, as glândulas de gordura são menos ativas, durante e depois da menopausa. Então, a pele fica claramente mais seca e sensível", diz Wu.

Para tratar essa condição, a especialista recomenda trocar a limpeza de pele feita com espuma para produtos em forma de creme ou óleo. Como explica a especialista, muitas espumas de limpeza acabam retirando a oleosidade natural da pele, deixando a sensação de secura e tensão. "Um creme ou um óleo de limpeza hidrata muito mais e faz um ótimo trabalho ao dissolver e retirar a sujeira e a maquiagem sem afetar a pele", completa Jessica Wu.

Bônus para todas as idades

Segundo a dermatologista, se a pessoa sofre com espinhas e inflamações constantes na pele, uma dica é eliminar os laticínios da dieta. Após 12 semanas, é possível verificar uma melhora considerável na cútis.

(com Huffington Post)

Últimas notícias

Comentários