Confira o incrível caso das americanas que parecem gêmeas, mas não são parentes

Elas foram descobertas por um site especializado em unir pessoas desconhecidas que são muito parecidas

por João Paulo Martins 02/09/2015 14:08

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
YouTube/Reprodução
As americanas Jennifer e Ambra não são parentes, nunca haviam se encontrado anteriormente, mas são assustadoramente parecidas (foto: YouTube/Reprodução)
Já ouviu alguém dizer que existe uma pessoa parecida com você? Pode ser artista, parente ou mesmo um desconhecido que se esbarra na rua. Graças à genética, as informações usadas para criar nosso traços físicos podem levar a incríveis semelhanças, o que faz com que nosso cérebro crie um padrão na aparência, e passe a considerar uma pessoa parecida com outra. De qualquer modo, os "gêmeos" desconhecidos não param de surgir. Desta vez, um caso que chama a atenção aconteceu nos Estados Unidos.

Por meio do site Twin Strangers, especializado em fazer com que pessoas parecidas fisicamente se encontrem, Ambra, de 23 anos, moradora de Fayetteville, na Carolina do Norte (EUA), viajou até Spring, no Texas (EUA), para encontrar Jennifer, de 33 anos. A semelhança facial entre as duas desconhecidas é assustadora.

"Quando eu finalmente a encontrei, pensei 'meu Deus, ela tem a minha cara'. Foi incrível o momento em que a vi pessoalmente. Não conseguia tirar meus olhos dela", diz Ambra no vídeo feito pelo Twin Strangers e divulgado no YouTube.

Francois Brunelle/Reprodução
O fotógrafo canadense Francois Brunelle passou 12 anos procurando e fotografando pessoas desconhecidas mas que tinham a aparência ou o estilo muito parecidos (foto: Francois Brunelle/Reprodução)


O site foi idealizado por Niamh Geaney e mais dois amigos, na Irlanda, após encontrarem duas mulheres que eram muito parecidas e, curiosamente, moravam apenas a uma hora de distância uma da outra.

Essa não é a primeira vez que desconhecidos encontram seus "gêmeos". O fotógrafo canadense Francois Brunelle, que mora em Montreal, passou 12 anos descobrindo e fotografando pessoas semelhantes, no projeto intitulado I'm Not a Look-Alike! (Não Sou Seu Sósia, em tradução livre). Grande parte dos fotografados mora no Canadá e, asism como o site irlandês, essas pessoas nunca haviam se encontrado anteriormente.

Últimas notícias

Comentários