Mulher acha viúva-negra em caixa de uva nos Estados Unidos

Na hora de lavar as frutas, a dona de casa americana teve uma surpresa nada agradável

por João Paulo Martins 08/09/2015 18:21

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Ariel Jackson/Abcnews.go.com/Reprodução
Imagine chegar em casa e na hora de lavar os cachos de uva, encontrar uma aranha viúva-negra no meio deles? (foto: Ariel Jackson/Abcnews.go.com/Reprodução)
Imagine chegar em casa após fazer as compras no supermercado e, ao preparar as uvas para a higienização, descobrir que elas vieram com uma surpresa perigosa: uma aranha viúva-negra. Isso aconteceu com a dona de casa americana Ariel Jackson, que mora no estado de Michigan.

Segundo o site de fofocas Perez Hilton, ela comprou a caixa de uvas no hipermercado Walmart na segunda, dia 7 de setembro, e quando encontrou a aranha venenosa, o susto foi tão grande que ligou para o serviço de emergência (o 911 nos Estados Unidos). "Eu disse a eles 'isto não é uma emergência propriamente dita, mas eu tenho uma viúva-negra nas minhas uvas e quero saber o que fazer'. O atendente fez uma pausa, e disse 'mate-a'. Mas, era uma aranha venenosa e ele apenas disse 'sim, mate-a e jogue-a fora'", conta Jackson na entrevista à rede de televisão CBS.

Quem ajudou a americana a se livrar do bicho peçonhento foi o namorado, com o apoio do cunhado.

Vitalbrazil.rj.gov.br/Reprodução
A viúva-negra é facilmente reconhecida por suas marcas vermelhas na parte de cima do abdôme (foto: Vitalbrazil.rj.gov.br/Reprodução)


É mesmo perigosa?

De acordo com o site Ninha.bio, especializado em biologia, a viúva-negra é uma espécie de aranha muito perigosa, e sua picada pode ser fatal. "Ela tem esse nome porque mata o macho após o acasalamento e, algumas vezes, também se alimenta dele. Embora seja realmente muito perigosa, não é mais do que a aranha-marrom e a armadeira, que tem o recorde em número de fatalidades no mundo relacionados à sua espécie", informa o Ninha.bio.

Últimas notícias

Comentários