Dunga responde Romário: 'nunca esteve no meu rol de amigos'

Após o senador ter dito a um jornal italiano que existem interesses comerciais na convocação de jogadores brasileiros, o técnico da Seleção Canarinho reclama da postura do ex-companheiro de campo

por João Paulo Martins 24/09/2015 10:19

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Rafael Ribeiro/CBF/Divulgação
O técnico da Seleção Brasileira Dunga critica a fala do ex-companheiro de campo Romário: 'Amizade pressupõe respeito, lealdade e estrita confiança' (foto: Rafael Ribeiro/CBF/Divulgação)
Não é só o Pelé que faz declarações polêmicas que geram calorosas discussões. Em entrevista ao jornal italiano Gazzetta Dello Sport, na terça, dia 22 de setembro, o ex-jogador e senador Romário fez críticas à direção da Fifa e ao técnico Dunga. Segundo ele, existem interesses de empresas por trás dos nomes dos jogadores que são convocados para vestirem a camisa do Brasil em amistosos e competições. "Dunga é meu amigo, mas não é a sua hora. Já não se convocam os melhores, existem sempre interesses nos bastidores", diz Romário ao jornal.

Claro que essa fala não passaria em branco pelo técnico da Seleção Brasileira. Em comunicado enviado à imprensa, Dunga critica a fala do ex-colega de profissão. "No que me diz respeito, repudio as declarações de quem diz ser meu amigo, mas não é. Amizade pressupõe respeito, lealdade e estrita confiança. Por isso, o senador Romário nunca esteve no meu rol de amigos e ele fica na obrigação, sobre o que disse, de apresentar fatos”, reclama Dunga, que jogou ao lado do Romário no vitorioso elenco brasileiro que conquistou a Copa do Mundo de 1994.

"Como qualquer brasileiro, Romário tem o direito de criticar as convocações para a Seleção Brasileira. Todavia, não tem o direito de pôr em dúvida a honestidade e a credibilidade dos critérios que norteiam a escolha dos jogadores", conclui Dunga.

Últimas notícias

Comentários