Blogueira Vic Ceridono lança livro em Belo Horizonte

Aproveitamos a vinda da responsável pelo blog Dia de Beauté e conversamos sobre beleza, tendência e a nova obra da jornalista

por Marina Dias 07/10/2015 14:02

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Alexandre Rezende/Encontro
A 'it girl' Victoria Ceridono lançou em Belo Horizonte seu novo livro, Dia de Beauté, que leva o nome de seu blog de sucesso (foto: Alexandre Rezende/Encontro)
Uma das blogueiras de beleza de maior influência no Brasil, a jornalista Victoria Ceridono, também editora de beleza da revista Vogue nacional, veio a BH na terça, dia 6 de outubro, para lançar seu primeiro livro, Dia de Beauté. Nele, a paulista dá dicas e faz reflexões sobre maquiagem e beauty.

Pouco antes da sessão de autógrafos – em que mais de 200 livros foram assinados pela "it girl" –, Vic conversou com exclusividade com Encontro. Confira:

ENCONTRO – Por ser uma pessoa que ficou mais conhecida no meio digital, por que decidiu lançar um livro?
VICTORIA CERIDONO – Sou jornalista há 10 anos, trabalho com beleza há nove e tenho o blog há oito. Não acho que uma mídia acaba com a outra, ao contrário. No livro, a proposta é ter um conteúdo organizado, já que, no blog, ele é mais orgânico. Além disso, quis sistematizar algumas dicas e informações que sempre soube, mas que não necessariamente tinha falado para as leitoras, ou mencionei, por acaso, em algum post. Então, mesmo quem acompanha o blog vai ver que as coisas estão organizadas no livro de uma maneira diferente. Por fim, demos também muita atenção ao aspecto visual. Mas, o livro não é um manual e as imagens não têm aquele sentido literal, muitas vezes presentes em publicações desse tipo. Elas são feitas para serem inspirações visuais.

Dentre os milhares de blogs de beleza existentes, quais seriam os diferenciais do Dia de Beauté?
Acho que conta muito o fato de ele ter sido um dos primeiros. Hoje, a concorrência é muito maior do que há oito anos, quando comecei. Então, as leitoras foram me acompanhando. Também conta a linguagem do blog, que é bem 'desencanada'. Trabalho com linguagens diferentes, como a do impresso e a da internet, e o que gosto na do blog é que ela nos aproxima das leitoras.

Qual tendência você acha que já está e que vai ficar em alta até o final deste ano?
O batom colorido ainda está sendo muito usado, e tenho gostado bastante do efeito gloss, de novo, apesar de o matte ainda estar por aí. Em termos de pele, acho que as pessoas estão com menos neura em relação à pele totalmente opaca. No Brasil, a pele, normalmente, é oleosa, não há o que se fazer. Então, estou 'vendo' uma pele mais leve.

Você mora em Londres. Quais as diferenças que você percebe entre as inglesas e as brasileiras, em termos de maquiagem?
Vejo cada vez menos diferenças. Antigamente, as brasileiras tinham mais medo de fazer algo diferente, porque, no Brasil, as pessoas olham muito, né? Em Londres, você pode ousar mais e, ainda assim, ninguém fica olhando. Mas, acho que isso também tem mudado por aqui. Gosto bastante também do estilo francês, que não é tão pesado, tão perfeito, como o estilo americano. Acho que o padrão brasileiro, no geral, está mais para o americano, apesar de haver muitos estilos diferentes por aqui.

Você já conhecia Minas? O que acha do público consumidor de beleza daqui?
Só tinha vindo uma vez, com a escola, para visitar as cidades históricas, e há uns dois anos, para um evento em uma loja. Mas, foi um 'bate e volta'. O que pude perceber nos dois dias em que estou aqui é que tenho visto muita variedade de mulheres interessadas no tema. Desde meninas de 13 anos até mulheres de 60. E essa é a proposta mesmo: maquiagem não é só para um tipo de público.

Quais seriam, na sua opinião, itens "must have" de maquiagem que fogem do básico?
Eu diria iluminador, lápis bege, que é ótimo e não é muita gente que usa – mas abre muito o olhar –, um batom colorido, que não seja vermelho, um lápis de olho colorido, e uma sombra com bastante brilho.

Últimas notícias

Comentários