Brasileiro só procura oftalmologista quando está com problema, diz especialista

Segundo o médico, o principal problema que acomete as pessoas acima de 50 anos, que é a degeneração macular, pode passar despercebida quando não se procura orientação profissional

por Da redação 08/10/2015 16:23

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
Como mostra o especialista, é essencial fazer exames de rotina para evitar problemas futuros na visão, como a degeneração macular (foto: Pixabay)
No Dia Mundial da Visão, celebrado nesta quinta, dia 8 de outubro, o diretor do departamento de Retina do Hospital Oftalmológico de Brasília, Sergio Kniggendorf, conta que uma pesquisa recente feita no Brasil, por um grupo de oftalmologistas, mostra que o brasileiro só procura o especialista em visão quando está com algum problema. "Ele só procura quando tem alguma dor, ou não passa no exame para tirar carteira, ou quando não está enxergando com os dois olhos", afirma o médico.

Segundo a Sociedade Brasileira de Retina e Vítreo a degeneração macular, que é uma espécie de perda da visão relacionada à idade, atinge 30 milhões de pessoas no mundo. O médico explica que essa degeneração relacionada à idade é a principal causa de cegueira. Quando não é tratada em tempo, é irreversível. Por isso, a busca de ajuda profissional tem de ser rápida. "A catarata é totalmente reversível. Por mais que a pessoa tenha perdido totalmente a visão, ao operar a catarata, ela recupera. Diferente da regeneração da mácula. Quando se perde totalmente esse elemento, não consegue mais recuperar", esclarece Sérgio Kniggendorf.

O oftalmologista lembra ainda que os primeiros sintomas da degeneração macular começam com dificuldade de leitura. Por exemplo, as linhas retas começam a ficar tortuosas. "Quando olha pro batente da porta, ela percebe que está distorcido. Ao ler, as letras começam a pular. O grande problema é que, algumas vezes, começa num olho só, e o outro olho mascara", conta o especialista.

Sérgio recomenda que após os 50 anos a pessoa passe a fazer exame de vista ao menos uma vez por ano. "Prevenção é muito importante para manter e preservar a visão por um longo tempo", conclui o médico.

(com Portal EBC e Rádio Nacional de Brasília)

Últimas notícias

Comentários