Tornado é registrado no oeste do Paraná

Moradores conseguem registrar o funil de vento que chegou a 100 km/h e causou alguns estragos na região

por João Paulo Martins 10/10/2015 14:21

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
YouTube/Reprodução
O funil de vento do tornado que passou pelo oeste do Paraná na sexta, dia 9, foi registrado por moradores da região e chegou a 100 km/h (foto: YouTube/Reprodução)
Apesar de ser típico dos Estados Unidos, o tornado, que é caracterizado pelo grande funil formado por ventos fortes, vem sendo cada vez mais comum na região sul do Brasil. Desta vez, o fenômeno climático foi flagrado na cidade de Cefalândia, no oeste do Paraná, na sexta, dia 9 de outubro, por volta das 16h.

Confira abaixo um vídeo feito por moradores, e que mostra o funil formado pelas nuves de chuva:


Segundo a Defesa Civil do Paraná, apesar dos ventos terem chegado a 100 km/h, os estragos, principalmente queda de árvores, ficaram concentrados na zona rural. A tormenta também destelhou galpões, silos, afetou máquinas agrícolas, e chegou a ser registrada em cidades vizinhas, como Palmitópolis e Nova Aurora.

Os especialistas do Sistema Meteorológico do Paraná alertam sobre a possibilidade de que outros tornados atinjam o estado, durante a permanência da frente fria que está sobre a região, e que deixa o tempo muito instável.

Entenda o fenômeno

De acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o tornado é uma coluna ondulante de nuvens, tem diâmetro de centenas de metros e é produzido por uma única tempestade convectiva, podendo se deslocar com velocidade que chega a 60 km/h. Ele ocorre com a chegada de frentes frias, em regiões onde o ar está mais quente e instável. Estima-se que a velocidade do vento dentro do funil possa atingir 450 km/h.

Como mostra o Inpe, os tornados são os mais destruidores de todas as perturbações atmosféricas, mas a área afetada por eles é limitada. Esses fenômenos são mais intensos no centro-oeste dos Estados Unidos e na Austrália.

Veja imagens dos estragos causados pela tormenta no Paraná:

WhatsApp/Reprodução
(foto: WhatsApp/Reprodução)

WhatsApp/Reprodução
(foto: WhatsApp/Reprodução)

WhatsApp/Reprodução
(foto: WhatsApp/Reprodução)

Últimas notícias

Comentários