Cruzeiro de Mano só perde para Corinthians e Atlético

Sob comando do novo treinador, atuação da equipe celeste a deixaria no G4 do Brasileirão

por Vinícius Andrade 22/10/2015 08:28

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Washington Alves/Light Press/Divulgação
Após a contratação de Mano Menezes, o Cruzeiro conseguiu melhorar de tal forma que seu aproveitamento no Brasileirão só perde para Corinthians e Atlético-MG (foto: Washington Alves/Light Press/Divulgação)
Quando Mano Menezes assumiu o comando do Cruzeiro, na 23ª rodada do Campeonato Brasileiro, o objetivo era claro: evitar a queda para a segunda divisão. Na época, a Raposa amargava a 15ª colocação, com 25 pontos, e se via ameaçada pelo fantasma do rebaixamento. O novo técnico chegou e não demorou muito para colocar ordem na casa. Sob o comando dele, a equipe celeste só não conseguiu um rendimento melhor do que o Corinthians e o Atlético, líder e vice-líder da competição, respectivamente.

Mano já soma nove jogos pelo Cruzeiro. São quatro vitórias, quatro empates e uma derrota, o que representa um aproveitamento de 59,2%. Com esse desempenho, a Raposa dividiria a terceira posição com o Grêmio. O Santos, quarto colocado, alcançou 52,7% dos pontos disputados.

Se, antes, a preocupação era fugir do rebaixamento, agora, os mais otimistas já pensam na classificação para a Taça Libertadores. A equipe celeste ocupa a 11ª posição e está a oito pontos do G4. Segundo o site Chance de Gol, a probabilidade da Raposa se classificar para a competição continental é de 0,09%. Mesmo com parte da torcida acreditando, o técnico prefere não criar muita expectativa.

"Não faz sentido fazer muita projeção. Precisamos viver o momento. Cada jogo ganhou uma importância grande em função da situação que a equipe ficou. Essa importância que demos, e o fato de ficarmos concentrados a cada jogo, nos tirou da situação que estávamos", destaca, em entrevista coletiva após a vitória sobre o Fluminense, pela 31ª rodada do Brasileiro.

Últimas notícias

Comentários