Messi diz que não existe relação de amor e ódio com fãs argentinos

O craque da Seleção Argentina e do Barcelona também mencionou, na entrevista concedia a um portal, que não existe uma disputa com Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, pelo título de melhor jogador do mundo

por João Paulo Martins 23/10/2015 10:13

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Andre Borges/ComCopa/Divulgação
O craque argentino Lionel Messi diz que está se recuperando da lesão no joelho pacientemente, e que só volta a jogar quando estiver 100% (foto: Andre Borges/ComCopa/Divulgação)
O atacante Lionel Messi, um dos maiores craques do futebol argentino nos últimos tempos, em entrevista ao portal Yahoo Sport, do Reino Unido, disse que não é verdade a informação de que sua aceitação entre os torcedores argentinos estaria dividida. Esse boato, na verdade, teria surgido após as derrotas da Seleção Argentina para a Alemanha, na Copa do Mundo de 2014, e para o Chile, na Copa América de 2015. "Não creio que haja uma relação de amor e ódio com os fãs de meu país. Na verdade, eles são apaixonados e tratam bem seus iguais. Outra coisa são os meios de comunicação nos insultarem, menosprezarem. Também não os reprovo, afinal, cada um é dono de sua opinião", afirma Messi ao site de notícias esportivas.

O jogador, que está de licença desde o dia 26 de setembro, quando sofreu uma lesão no joelho, no jogo entre Barcelona e Las Palmas, pelo Campeonato Espanhol, fala sobre sua recuperação. Aliás, a ruptura do ligamento o deixará fora do clássico entre Brasil e Argentina, no dia 12 de novembro, pelas Eliminatórias Sulamericanas para a Copa do Mundo de 2018. "Sabia que a lesão não era algo brando, e sim, mais sério. Foi uma sensação diferente das outras pancadas que levei. Mas, estou animado e com muita vontade de seguir me recuperando. Estar lesionado é o pior que pode acontecer para um esportista, porém, desde o primeiro instante, eu assumi essa condição. O mais importante, para mim, é estar 100%. Avanço dia a dia, sem criar objetivos. Sempre digo: não me dêem prazos, porque não depende de mim. Por mais que quisesse jogar amanhã, os médicos não deixariam", conta o craque argentino.

Além do problema no joelho, Messi também falou sobre a suposta competição que existiria entre ele e o atacante do Real Madrid e da Seleção Portuguesa, Cristiano Ronaldo. "São coisas que dizem por aí, mas não compito com Cristiano, e suponho que tampouco ele faça isso comigo. Quero o melhor para minha equipe e, para isso, simplesmente trabalho", diz o craque.

Por fim, o argentino fala sobre uma possível saída do Barcelona: "Não quero me precipitar. Vivo o momento, ou seja, o Barcelona, na Liga Espanhola, onde praticamente fiz minha vida e vivo muito bem".

(com Agência Télam)

Últimas notícias

Comentários