O mito jornalístico aconteceu: homem mordeu um cachorro nos Estados Unidos

O rapaz havia invadido uma festa e para escapar da prisão, atacou a mordidas um policial e até um cão da polícia

por João Paulo Martins 23/10/2015 13:31

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Kcoy/KeyT/Reprodução
Um rapaz de 20 anos invadiu uma cerimônia de casamento no Museu da Carruagem de Santa Barbara (EUA) e, antes de ser preso, mordeu um policial e até o cachorro da polícia (foto: Kcoy/KeyT/Reprodução)
Quem estudou jornalismo conhece esta teoria: se um cachorro morde uma pessoa, não é notícia; mas, se uma pessoa morde um cachorro, aí, sim, temos um fato noticioso. E não é que isso acaba de acontecer? No dia 20 de outubro, na cidade de Santa Barbara, nos Estados Unidos, um rapaz de 22 anos, que havia invadido uma festa de casamento, para não ser preso, mordeu um policial e também um cão da polícia, que fora chamado para ajudar na prisão do suspeito.

Segundo o sargento Riley Harwood, na noite do sábado, um estranho, que aparentava estar drogado, invadiu uma cerimônia de casamento que estava sendo realizada no Museu da Carruagem de Santa Barbara. Os convidados perceberam e evitaram contato com o estranho invasor. Mas, quando os policiais chegaram, o rapaz esmurrou e mordeu um deles. Então, a equipe acionou o cão policial (ou K9, em inglês), que acabou sendo mordido também, na perna, pelo drogado. Na confusão, o cachorro também mordeu o outro militar.

Harwood disse ainda que mesmo algemado o homem ainda atacou um terceiro policial. No total, dois oficiais ficaram feridos e o suspeito foi levado para o hospital. Assim que for tratado e liberado, será encaminhado para a prisão.

(com The Huffington Post)

Últimas notícias

Comentários