O que Star Wars tem a ver com o comunismo na Ucrânia?

Ao invés de destruir uma estátua de Lênin na cidade de Odessa, um artista local a transformou em Darth Vader

por João Paulo Martins 26/10/2015 18:22

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Sfgate.com/Reprodução
A estátua de Lênin (esq.) na cidade de Odessa, na Ucrânia, foi transformada por um artista em Darth Vader (foto: Sfgate.com/Reprodução)
Após a decomposição da antiga União Soviética, a Ucrânia passou por grandes mudanças e, em abril deste ano, o país do leste europeu aprovou uma lei que elimina toda forma de lembrança do comunismo. Nesse sentido, inúmeros monumentos referentes a líderes soviéticos foram prontamente destruídos. Mas, uma estátua de Lênin, que fica numa praça da cidade de Odessa, conseguiu sobreviver ao "comunicídio", graças a um processo de transformação. O artista plástico ucraniano Oleksandr Milov fez com que o líder comunista se transformasse em Darth Vader, um dos principais personagens dos filmes Star Wars, do diretor americano George Lucas.

"Não queria vandalizar a estátua de Lênin, mas o monumento estava para ser demolido por causa da nova lei. Decidi, então, fazer daquela homenagem a Lênin um monumento a Darth Vader, porque, neste momento, Darth Vader é uma figura política na Ucrânia", diz Milov ao portal da rede de televisão britânica BBC. Quando o artista diz que o representante do "lado sombrio" da força está ligado à política ucraniana, está se referindo às eleições parlamentares de 2014, momento em que muitos candidatos usaram nomes de personagens de Star Wars para angariar votos.

Na transformação de Lênin em Darth Vader, Oleksandr Milov manteve a pose original do primeiro líder soviético e fez as modificações em metal, incluindo o capacete em titânio, que tem até um roteador wifi. "Quis fazer um símbolo da cultura pop americana, porque parece ser mais duradoura que o ideal soviético", comenta o artista à BBC.

O escultor ucraniano quer juntar todas as obras comunistas que seriam destruídas no país, numa espécie de parque temático, para que, segundo ele, as futuras gerações possam tirar suas conclusões acerca do período histórico que marcou o mundo e, mais profundamente, a União Sovitética.

Últimas notícias

Comentários