Elefantes são envenenados em parque nacional do Zimbábue

Segundo as informações oficiais, 22 animais foram mortos por caçadores de marfim

por Da redação 27/10/2015 14:27

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Facebook/Matusadona Anti Poaching Project/Reprodução
Segundo a porta-voz da Autoridade Nacional de Parques e Vida Selvagem do Zimbabué, os animais foram envenenados com cianeto para retirada do marfim (foto: Facebook/Matusadona Anti Poaching Project/Reprodução)
Um total de 22 elefantes foram encontrados mortos envenenados com cianeto no oeste do Zimbábue, o que eleva para 62 o número de animais intoxicados no último mês para obtenção de marfim. A informação foi divulgada nesta terça, dia 27 de outubro, pela porta-voz da Autoridade Nacional de Parques e Vida Selvagem do Zimbabué, Caroline Washaya-Moyo.

"Os elefantes são envenenados por caçadores que querer as presas para o tráfico ilegal de marfim, mas alguns dos animais mortos no parque nacional de Hwange eram tão jovens que ainda nem tinham presas", diz Caroline em entrevista à televisão estatal Zimbábue Broadcasting Corporation.

"Os guardas da Autoridade Nacional de Parques e Vida Selvagem recuperaram 35 presas de 22 elefantes envenenados, enquanto os caçadores levaram três", conta a porta-voz. A maior parte dos 62 elefantes envenenados com cianeto foram encontrados em Hwange, a principal reserva natural do Zimbabué.

Cinco pessoas foram detidas no mês passado por envolvimento em caso de envenenamento. Em 2013, cerca de 300 elefantes foram envenenados com cianeto no parque nacional de Hwange, mas as mortes pararam após uma forte intervenção policial.

(com Agência Lusa e Agência Brasil)

Últimas notícias

Comentários