Celebridade do Instagram desiste da rede social

Australiana que vivia de suas fotos e tinha centenas de milhares de seguidores no Instagram diz que isso tudo era 'superficial', e resolve 'mudar' de vida

por João Paulo Martins 04/11/2015 16:49

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Instagram/essenaoneill/Reprodução
Além de parar de usar o Instagram, a australiana Essena O'Neill decidiu editar os textos vinculados ás suas fotos antigas, contando a 'verdade' por trás das imagens (foto: Instagram/essenaoneill/Reprodução)
Você conhece a jovem australiana Essena O'Neill, de 18 anos? Pois é, ela era uma celebridade no Instagram, com mais de 500 mil seguidores, e vivia fazendo imagens de seu cotidiano, que rendiam acessos e muitos contratos comerciais. Porém, isso acabou. Ela fez um vídeo de 17 minutos, publicado no YouTube, para explicar aos fãs que sua vida, até então, não tinha sentido e que era baseada apenas em "curtidas".

Além de contar a verdade sobre o que sentia dessa "vida online", Essena decidiu apagar milhares de imagens que publicou no Instagram e, nas que restaram, alterou os textos para falar a "verdade" sobre o que a foto representava. "Não é  avida real. A única razão para eu ter ido à praia nessa manhã, fotografar usando o biquíni, é porque fui paga pela empresa e também porque parecia atraente para os atuais padrões da sociedade. Quando nasci, ganhei na 'loteria genética'", diz a australiana em uma imagem que teve o texto editado.

Essena O'Neill publica fotos nessa rede social desde quando tinha 15 anos e, agora, reconhece que não tinha maturidade para entender o que estava fazendo. "É simples. Quando tinha entre 12 e 16 anos, ganhava apoio por meio dos números na tela. Gastei a maioria de minha adolescência sendo egoísta, tentando desesperadamente agradar aos outros, para me sentir completa. Dos 16 aos 19, 'editava' minha aparência e minha vida, para parecer uma bonita, fitness, positiva e brilhante garota online. Eu não falava sobre assuntos de meu interesse, nem segui meu talento para escrever", conta a jovem na página Let's Be Game Changers, que criou para incentivar outras pessoas a também "mudarem" a forma como veem a internet e as redes sociais.

Segundo a australiana, a intenção é espalhar mensagens de vida consciente, sobre vício em tecnologia e "minimizar a cultura das celebridades". Como ela mesmo diz no novo site, passou a entrevistar pessoas que decidiram "mudar o jogo que tinham sido colocadas para jogar".

Últimas notícias

Comentários