Tornado volta a atingir Marechal Cândido Rondon, no Paraná

Ao menos 20 pessoas teriam ficado feridas e forma atendidas no pronto-socorro local

por Da redação 20/11/2015 14:02

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
YouTube/Reprodução
A tempestade que atingiu a cidade de Marechal Cândido Rondon, no Paraná, se transformou em tornado extratropical (foto: YouTube/Reprodução)
Um tornado atingiu parte da cidade de Marechal Cândido Rondon, a oeste do Paraná  quilômetros de Curitiba,  interditando estradas, derrubando centenas de árvores, postes de luz, entre outros estragos.

Logo após o ocorrido, por volta das 16h da quinta-feira, dia 18 de novembro, equipes da prefeitura e do corpo de bombeiros começaram a desobstruir as estradas e ajudar as pessoas que tiveram suas residências afetadas. O helicóptero do Samu também esteve na cidade para auxiliar no socorro às vítimas. Segundo a prefeitura, até o momento 20 pessoas passaram pela Unidade de Saúde 24 Horas, sendo que apenas uma teve ferimentos mais grave e foi transferida para um hospital do município, mas passa bem.

No início da noite, o prefeito da cidade, Moacir Froehlich convocou uma reunião emergencial com representantes das secretarias municipais, associação comercial, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Copel, Eles fizeram uma avaliação dos estragos e começaram a traçar estratégias de trabalho para colaborar com as pessoas que foram atingidas, e dar condições de melhor tráfego na cidade.

Conforme levantamento, cerca de 1.500 casas foram atingidas, além de 200 empresas e logradouros públicos. A Copel repassou a informação de que 14 mil unidades consumidoras foram afetadas pela falta de energia e por danos na rede elétrica.

Confira as imagens do fenômeno:


O Corpo de Bombeiros, além de fornecer lona e outros materiais, pediu mais reforço de efetivos e também mais uma ambulância, segundo a prefeitura. O parque de exposições da cidade foi colocado à disposição para receber pessoas desabrigadas.A prefeitura se comprometeu a fornecer alojamento e alimentação, caso necessário.

As ruas foram todas desobstruídas, sendo que as árvores foram empurradas paras as laterais. As equipes pararam coma as atividades tendo em vista que a chuva voltou a cair. Logo no início da manhã os trabalhos foram retomados.

O Batalhão de Polícia de Fronteira e a Polícia Militar redirecionaram todas as equipes para Marechal Cândido Rondon, colocando todo o seu efetivo durante a noite para evitar possíveis furtos, tendo em vista que parte do município está sem energia elétrica.

(com Agência Brasil)

Últimas notícias

Comentários