Lama de rejeito de mineração pode ser usada na construção civil

Pesquisa da Ufop mostra que material pode ser convertido em blocos que podem ser usados em casas e ruas

por Encontro Digital , por 25/11/2015 09:43

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Corpo de Bombeiros/MG/Divulgação
Como mostra o estudo feito na Ufop, o material sólido retirado dos rejeitos da mineração pode ser convertido em blocos para a construção de casas e ruas (foto: Corpo de Bombeiros/MG/Divulgação)
Uma pesquisa da Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop) encontrou uma forma de transformar o lixo de minério que surgiu com o rompimento da barragem em Mariana (MG) em material de construção. Com o material, é possível produzir blocos para alvenaria, para pavimentação e para construção sustentável – que é basicamente rejeito de lama prensado.

O pesquisador da Ufop Ricardo Fiorotti explica que ao tirar a lama das barragens, o impacto causado no meio ambiente é menor porque serão extraídos areia, minério, argila. Com isso, é reduzido também o volume de sólidos nas barragens de rejeito.

No processo, há duas alternativas de captação do material: usar os rejeitos de forma bruta e aplicar na elaboração de pré-fabricados, como tijolos, blocos de pavimentação urbana, canaletas e postes; outra é separar da lama a areia, a argila e o minério de ferro, sem a utilização da água.

O empresário que produz os blocos, Claúdio Silva, afirma que essa pode ser uma solução para o problema de Mariana, município de Minas Gerais que sofreu destruições com o rompimento de barragem no início de novembro.

"Se, realmente, são jogadas de 400 a 500 toneladas desse resíduo no meio ambiente, é possível fazer aproximadamente 40 casas de 40 a 45 m²", diz Cláudio.

(com Portal EBC)

Últimas notícias

Comentários