Sofrer três AVCs seguidos como a da esposa de Evaristo Costa não é comum, diz médico

Segundo assessoria de Amália Stringhini, mulher do jornalista da Globo, ela não deve ter sequelas dos acidentes vasculares sofridos no dia 18 de novembro

por Vinícius Andrade 26/11/2015 08:39

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Instagram/Reprodução
O apresentador do Jornal Hoje, da Rede Globo, Evaristo Costa, com a esposa, Amália Stringhini, que sofreu três AVCs no dia 18 de novembro (foto: Instagram/Reprodução)
Amália Stringhini, de 38 anos, esposa do jornalista Evaristo Costa, da Rede Globo, se recupera bem após sofrer três AVCs (Acidente Vascular Cerebral) na quarta, dia 18 de novembro, em São Paulo. Porém, a situação vivida pela administradora de empresas foi atípica. Segundo o neurologista Paulo Caramelli, professor da Faculdade de Medicina da UFMG, não é comum uma pessoa sofrer três acidentes vasculares seguidos. "Ainda mais se tratando de uma jovem", acrescenta o especialista.

Conforme o neurologista, é difícil avaliar a situação de Amália, porque não se sabe qual tipo de AVC ela teve. "Pode ter sido isquêmico ou hemorrágico. Acontece também, às vezes, a trombose venosa cerebral, mais comum em  mulheres jovens", comenta o médico.

Amália está internada no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, desde o dia 18. Ela já deixou a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e permanece em observação. A assessora da esposa de Evaristo, Karla Ichiba, conta que o quadro da paciente é estável e que não haverá sequelas.

Os três AVCs ocorreram no dia em que Evaristo havia retornado de férias à bancada do Jornal Hoje. O "susto" aconteceu enquanto a mulher buscava as filhas na escola.

Últimas notícias

Comentários