Jovem mineiro ultrapassa 1 bilhão de visualizações no YouTube

Confira nossa entrevista com Marco Túlio, responsável pelo canal do Authentic Games, que tem mais de 3,3 milhões de seguidores

por João Paulo Martins 01/12/2015 16:12

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Instagram/marco_tuliooo/Reprodução
O jovem mineiro Marco Túlio Vieira criou o canal Authentic Games no YouTube, em 2011, e, hoje, está com mais de 3,3 milhões de seguidores (foto: Instagram/marco_tuliooo/Reprodução)

Alguém ainda duvida que a internet é a principal ferramenta de entretenimento da atualidade? Até as modernas televisões com tecnologia Smart TV permitem que o telespectador navegue por sites e aplicativos. Com isso, criar conteúdo online acabou virando uma profissão, e que é altamente rentável. Ela contempla muitos jovens, especialmente os que curtem jogos. É o caso do mineiro Marco Túlio Matos Vieira, de 19 anos, natural de Belo Horizonte. Ele é responsável pelo canal Authentic Games, no YouTube, que está entre os maiores dedicados a games no Brasil. São mais de 3,3 milhões de seguidores e já ultrapassou a incrível marca de 1 bilhão de visualizações.

Em alguns casos, os youtubers, como são chamados os geradores de conteúdo dessa plataforma de vídeos criada pelo Google, chegam a faturar milhares de dólares por mês. Por isso, Marco Túlio decidiu fazer do YouTube seu "local de trabalho". Ele conta que, apesar de parecer fácil conquistar seguidores nesse site, o sucesso não vem de um dia para o outro, e sim, quando se faz com prazer e dedicação.

Grande parte dos vídeos criados pelo mineiro são chamados de "gameplays", ou seja, mostram cenas feitas enquanto ele estava jogando algum título. Neste caso, ele se dedica grande parte do tempo ao Minecraft,  jogo criado em 2009 pela empresa sueca Mojang Studios (adquirida recentemente pela Microsoft), e que permite ao jogador criar estruturas e aventuras num mundo todo feito de blocos. Esse game é um dos mais populares no YouTube e possui diversos criadores de conteúdo brasileiros dedicados a ele.

Aproveitando que Marco Túlio está prestes a lançar o site oficial do canal Authentic Games, conversamos com ele sobre sua carreira no YouTube, sobre os fãs e, claro, sobre a página que deve estrear no início de dezembro deste ano.

ENCONTRO – Por que você decidiu fazer vídeos de jogos no YouTube?
MARCO TÚLIO VIEIRA (AUTHENTIC GAMES) – Começou em 2011, quando assistia, na época, o youtuber Monark [tinha o canal RandonsPlays]. Ele gravava bastante vídeos do jogo Minecraft. Eu vi, achei legal, interessante, e quis fazer algo parecido. Não pensando em ser youtuber, mas queria imitá-lo. Quando soltei o primeiro vídeo na internet, pouco tempo depois, quando voltei para ver, ele tinha sido assistido por algumas pessoas. Mais tarde, o número cresceu. A galera que comentou deixou muitas críticas construtivas, que acabaram me motivando a continuar gravando.

Afinal, existe algum segredo para se fazer sucesso no YouTube?
O jeito da pessoa ao apresentar o vídeo é que faz a diferença. Existem muitos canais de Minecraft, mas o jeito com que a pessoa fala ou se comunica com o público, acaba atraindo ainda mais a atenção. O segredo, na verdade, é ser você mesmo e gostar do que faz.
Instagram/marco_tuliooo/Reprodução
Marco Túlio posa ao lado do youtuber brasileiro Guilherme Hoffman, do canal FunkyBlackCat (foto: Instagram/marco_tuliooo/Reprodução)

Não existe uma fórmula de sucesso, então...
Não. Aliás, se você descobrir a fórmula, me passe [risos].

Quando você percebeu que o Authentic Games dava resultado, pensou em seguir na "carreira" de youtuber?
Na época, eu já gostava bastante de videogame. Juntei o útil ao agradável. Se gosto de jogar videogame e deu certo meu primeiro vídeo, então decidi continuar gravando. Foi um vídeo atrás do outro, e, graças a Deus, deu certo.

Como sua família recebeu a decisão de virar youtuber, ou melhor, produtor de conteúdo, que é uma profissão muito nova e não tão reconhecida?
Em 2011, ainda tinha 15 anos e estava na escola. No começo, meus pais não gostavam tanto, porque ficava bastante tempo no computador, e, para o canal dar retorno, não acontece da noite para o dia. Se não me engano, somente após um ano de canal é que ganhei meus primeiros oito centavos. Conforme passavam os meses, fui ganhando um pouco mais. Meu pai chegou a dizer que dava para ganhar uma grana, mas o foco ainda era a escola. Quando o Authentic Games cresceu 'para valer', pensei que isso era o que queria fazer como trabalho. Hoje, minha família reconhece a produção de conteúdo como profissão.

Mas, você continuou estudando ou se dedica apenas ao canal?
Eu formei no Ensino Médio e estava na época de tentar entrar para a faculdade. Cheguei a marcar prova para ingressar na universidade, mas em dois momentos em que tinha de fazer os exames, estava viajando para São Paulo, para participar de eventos. A primeira vez foi durante a BGS [Brasil Game Show], e a segunda, na X5 [XMA X5 Game Arena]. Como perdi as duas datas das provas, acabei deixando a universidade para segundo plano.

De qualquer forma, você pretende fazer um curso superior?
Sim, mas não por agora. Quem sabe daqui a alguns anos.
Instagram/marco_tuliooo/Reprodução
(foto: Instagram/marco_tuliooo/Reprodução)

Em qual área você quer se formar? Está ligada à computação?
Por incrível que pareça, quero fazer algo diferente. Penso em cursar Publicidade, Rádio e TV ou mesmo curso de teatro. Curto essa 'parada' de ser ator.

Como é receber o carinho do público nos eventos? Você esperava tanto assédio dos fãs?
Até hoje não sei como reagir ao assédio dos fãs. Gravo os vídeos dentro do meu quarto. Portanto, quando saio na rua e algumas pessoas me reconhecem e querem tirar foto, é estranho. Nos eventos, existe uma 'galera' grande que quer me ver. Ainda é tudo muito diferente, meio que assusto, às vezes. Acho ainda muito estranho o reconhecimento do público.

Em Belo Horizonte você é reconhecido na rua, nos shoppings ou no cinema? Consegue ter uma vida normal?
Normalmente, quando vou no shopping, perto da praça de alimentação, especialmente nas áreas de jogos eletrônicos, sempre existe uma 'galerinha' que me reconhece. Até hoje, na rua, só fui reconhecido apenas uma vez aqui em BH.

Esse assédio do público é maior nos eventos, certo? Como na BGS do ano passado, em que a estrutura de apoio não foi pensada para receber os inúmeros fãs dos youtubers, e acabou gerando um enorme tumulto.
Na BGS de 2014 não tivemos uma estrutura legal para recepcionar os youtubers, e alguns acabaram sendo 'expulsos' do evento. Eu fui um deles. Foi chato, porque o público achou que a culpa era nossa de não ter dado atenção para eles. Na verdade, tínhamos avisado a BGS de que precisaríamos de um suporte para poder dar atenção aos fãs, mas acabou gerando essa 'desavença'. Em 2015, ao contrário, a BGS foi muito bem organizada, com estrutura bem legal para os youtubers.

Você vai lançar seu site. Como foi a decisão de criar essa página para aglutinar seu conteúdo e aproveitar para vender produtos ligados ao seu canal?
A intenção do site é ser um portal para facilitar a comunicação com os fãs. Por exemplo, quando vou a eventos, as fotos com o público poderão ser vistas no novo site. Além disso, ele ajuda a dar uma proximidade maior com o público e ainda permite que empresas possam me patrocinar de forma mais fácil. Vamos profissionalizar um pouco mais a publicidade do canal.

Sempre pergunto aos youtubers se acham que é preciso ter uma 'carta na manga', caso, um dia, não tenhamos mais o YouTube. Criar um site pode ser uma alternativa para criação de conteúdo?
Creio que sim. Muitos já usam o nome criador de conteúdo, ao invés de youtuber. O YouTube é reconhecidamente a maior plataforma de vídeos que temos hoje, mas independente disso, ter um lugar para você conseguir se comunicar com a galera que te assiste, é essencial.

Inclusive os vlogs ajudam a mostrar essa independência da plataforma, certo?
A galera gosta de saber quem é o cara por trás dos vídeos. Existem aqueles que assistem o canal só para ver os jogos, mas muitos curtem os games e também gostam de saber sobre a pessoa que está por trás da câmera.

Confira abaixo um vídeo do canal Authentic Games:

Últimas notícias

Comentários