Câmara Municipal vai discutir construção de barragem de rejeitos na região metropolitana de BH

O empreendimento está previsto para ser construído na cidade de Rio Acima e a preocupação dos vereadores é com relação ao rio das Velhas, que pode ser atingido em caso de possível rompimento

por Marcelo Fraga 09/12/2015 18:30

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Google Earth/Reprodução
Segundo o vereador, por estar perto do Rio das Velhas e da estação de captação de água da Copasa, a nova barragem de rejeitos pode representar risco para a região (foto: Google Earth/Reprodução)
A tragédia ocorrida em novembro de 2015, em Mariana (MG) – quando uma barragem de rejeitos de mineração se rompeu, causando uma tragédia ambiental e humanitária sem precedentes – serviu de motivo para que a Câmara Municipal de Belo Horizonte (CMBH) convocasse uma audiência pública para debater os impactos da construção de uma estrutura de contenção de rejeitos na cidade de Rio Acima – localizada a 36 km da capital mineira.

De acordo com o vereador Sérgio Fernando (PV), autor do pedido de audiência pública, uma das principais preocupações é com a localização do empreendimento, próximo à estação de captação de água de Bela Fama, no rio das velhas. De responsabilidade da Copasa, a estação responde por 75% da água que é distribuída em Belo Horizonte.

O parlamentar argumenta que um rompimento da nova barragem, assim como ocorreu em Mariana, poderia destruir todo o leito do rio das Velhas. "O desastre de Bento Rodrigues mostrou que existe um grande risco nos locais próximos a barragens. É importante discutir o novo empreendimento porque, neste caso, não só o rio das Velhas estaria em perigo, mas também os mais de 25 mil habitantes das cidades do entorno, como Raposos e os distritos de Santa Rita e Honório Bicalho", diz Sérgio Fernando.

Ainda, segundo o vereador, foram convidados para a audiência pública representantes da Vale e membros da sociedade civil. A reunião é aberta ao público e está marcada para a quinta-feira, dia 10 de dezembro, às 13h, na sede da Câmara Municipal de Belo Horizonte.

Por meio da assessoria de imprensa, a Vale informa à Encontro que nenhum de seus representantes foi convidado para a audiência. Entretanto, a CMBH afirma, também por meio de assessoria, que "o convite foi enviado, endereçado ao diretor-presidente da companhia, Murilo Ferreira".

Últimas notícias

Comentários