Site promove encontro entre homens ricos e mulheres que querem ser bancadas

Ao contrário dos sites de relacionamento convencionais, a ideia é deixar os sentimentos em segundo plano e reunir mulheres que buscam parceiros 'bem de vida'

por Marcelo Fraga 04/01/2016 16:32

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Meupatrocinio.com.br/Reprodução
Quem disse que o chamado 'golpe do baú' não pode ser algo oficial? (foto: Meupatrocinio.com.br/Reprodução)
As mulheres que sempre sonharam em encontrar o homem perfeito – do ponto de vista financeiro –, agora, têm redutos ideais para realizar esse desejo. Tornam-se cada vez mais comuns sites especializados em promover esses "encontros".

No Brasil, estreou, há cerca de dois meses, a página Meu Patrocínio, em que homens interessados em ser patrocinadores de mulheres, normalmente chamados de "suggar daddies" pagam uma assinatura de R$ 169, por mês, e passam a utilizar os serviço de "encontros". Durante o cadastro, eles precisam declarar sua riqueza, informando, inclusive, a renda mensal. Já as mulheres que buscam os usuários declarados ricos - que são intituladas pelo site como "suggar babys" - podem se cadastrar gratuitamente.

Cadastrados, tanto as mulheres quanto os homens podem navegar pelos perfis, ver fotos e trocar mensagens entre si, assim como ocorre nas redes sociais tradicionais, como o Facebook. A intenção, claro, é marcar um encontro, não não devido à afinidade sentimental, o primordial é o dinheiro.

Prostituição?

A ativista Rayane Silva, do Movimento Mulheres em Luta, lembra que a liberdade das mulheres para escolherem seus parceiros sempre deve ser preservada. Entretanto, segundo ela, seja na internet, seja nos encontros reais, alguns cuidados são necessários. "A mulher jamais deve ser tratada como mercadoria. Sempre existe o perigo do tráfico humano para prostituição, inclusive de crianças. Muitas vezes, as mulheres, principalmente com uma condição de vida precária, são iludidas pela promessa de uma vida melhor e acabam se tornando escravas sexuais", diz Rayane.

Ela lembra, ainda, que a proposta de sites como o Meu Patrocínio apenas reflete o que já ocorre fora da internet. "Muitas mulheres têm o sonho de se relacionar com um homem rico e não há problema algum nisso. Os sites de relacionamentos tornam-se um meio para que esses encontros aconteçam", completa a ativista.

Últimas notícias

Comentários