Sobrevivente do holocausto deve se tornar o homem mais velho do mundo

Ainda falta averiguar um documento, mas, com 112 anos, polonês que vive em Israel deve ocupar o título, que ficou vago recentemente

por João Paulo Martins 21/01/2016 17:13

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Haaretz.com/Reprodução
O polonês Israel Krystal, de 112 anos, é sobrevivente de campo de concentração nazista e pode virar o homem mais velho do mundo (foto: Haaretz.com/Reprodução)
Pouco depois do anúncio da morte do japonês Yasutaro Koyde, de 113 anos, que tinha o título de homem mais velho do mundo, pelo Guinness Book dos Recordes, a posição poderá ser ocupada por um sobrevivente do holocausto, ocorrido na Segunda Guerra Mundial.

Aos 112 anos, o polonês Israel Krystal, que vive na cidade de Haifa, região norte de Israel, recebeu uma carta em sua casa, na quarta, dia 20 de janeiro, enviada pelo Grupo de Investigação Gerontológica, segundo noticiou o jornal local Haaretz. A correspondência dizia que ele estaria apto a ocupar a "vaga" de homem mais velho do mundo. Mas, para tanto, a família deveria apresentar um documento oficial do sobrevivente, para que o Guinness Book pudesse reconhecer a idade avançada.

O grupo ligado ao Guinness é responsável por investigar cidadãos acima de 110 anos, e, no caso do longevo polonês, não conseguiu encontrar nenhum documento oficial capaz de provar a idade de Krystal. O único documento que o sobrevivente possui é uma certidão de casamento, datada de quando ele tinha 25 anos. Caso o Guinness Book flexibilize suas regras de comprovação de idade, Isarel Krystal poderá passar a ser o mais longevo homem da Terra.

Vítima da guerra

De origem judaica, Krystal nasceu na cidade de Zarnow, na Polônia. Em 1940, ele foi levado para o famoso gueto de Lodz. Mas, quatro anos mais tarde, Israel foi encaminhado pelos nazistas para o temido campo de concentração de Auschwitz, o mais sanguinário da Segunda Guerra Mundial. Nesse local, o polonês perdeu sua primeira mulher.

Alguns anos após o fim da guerra, Krystal, acompanhado da segunda mulher e do filho, decidiu imigrar para Israel, para recomeçar a vida.

Por medo de retaliações, o fabricante de balas e doces não divulga quantos filhos teve. Há dois anos, em entrevista para o jornal Haaretz, ele falou sobre o segredo da longevidade: "Cada um tem sua própria fortuna. Tudo vem de cima. Não existe segredo".

(com Agência Télam)

Últimas notícias

Comentários