Já ouviu falar em corrida ao contrário?

Pois é, um irlandês é campeão mundial de corrida invertida

por João Paulo Martins 29/01/2016 12:06

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Facebook/GarRETRO/Reprodução
Parece até foto de uma corrida normal, mas, o irlandês Garret Doherty (detalhe) ficou famoso por bater recordes ao correr para trás (foto: Facebook/GarRETRO/Reprodução)
Quem disse que andar para trás faz sua vida regredir? O irlandês Garret Doherty, de 36 anos, que vive em Dublin, não apenas é contrário a essa ideia, como mostra para o mundo que a corrida invertida pode render títulos. Ele é o campeão mundial de "corrida para trás".

Garret entrou para esse estranho "esporte" em 2009, quando começou a andar de costas, durante uma caminhada, para evitar o Sol direto no rosto. Ele entendeu que poderia ser tão rápido ao contrário, quanto para frente. "Correr para trás é como uma droga, ou seja, uma vez que se começa, não quer mais correr para frente. É algo libertador, e traz inúmeros benefícios para a saúde. É melhor para o corpo do que correr para frente, e traz menos impactos", diz o "atleta" ao jornal inglês The Sun.

Em 2013, Garret Doherty, chegou a participar da meia-maratona de Wexford, na Irlanda, e completou a prova em 1h39. Com isso, ele quebrou o recorde mundial de "corrida invertida", entrando para o Guinness Book.

O irlandês chegou a largar o emprego de motorista de riquexó (aquelas "carruagens" puxadas por bicicleta) para virar um entusiasta do "esporte". Ele visita as escolas e incentiva as crianças a correrem para trás. "Você queima três vezes mais calorias correndo ao contrário do que da forma tradicional, e usa mais músculos. Além disso, você acaba pisando com a parte certa do pé, o que ajuda os ligamentos e também o tornozelo", diz Garret ao The Sun.

Últimas notícias

Comentários