Vídeo denuncia excesso de poluição nas águas dos Jogos Olímpicos do Rio

Em forma de animação, as imagens estão gerando polêmica por serem totalmente escrachadas, mostrando atletas vomitando e tendo diarreia

por João Paulo Martins 22/02/2016 09:42

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
YouTube/Reprodução
O vídeo traz, em formato de animação, as águas totalmente poluídas do Rio de Janeiro, numa dura crítica à organização das Olimpíadas de 2016 (foto: YouTube/Reprodução)
"Água das Olimpíadas do Rio: Brasil promete terrível quantidade de esgoto, lixo e patogênicos", diz o título de um vídeo publicado no YouTube, no dia 19 de fevereiro, que está gerando polêmica na internet. Ele foi criado pelo canal TomoNews, que transforma notícias em animação, e é uma "vergonha" para os brasileiros.

As imagens feitas pelo estúdio chinês de animação Next, situado em Taipei, na ilha de Taiwan, são uma dura crítica à promessa feita pelo comitê olímpico brasileiro de que o Rio de Janeiro teria 80% do esgoto tratado até 2016, e que seria feita a limpeza e a revitalização da lagoa Rodrigo de Freitas, que deve receber provas de caiaque nas Olimpíadas deste ano.

O TomoNews diz, no texto publicado junto ao vídeo, que o porta-voz da Rio 2016, Mario Andrada, em entrevista ao canal de esportes ESPN, reconheceu que não foi possível fazer todas as obras necessárias para deixar as praias e a lagoa Rodrigo de Freitas em condição adequada. "Ninguém quer receber visitas numa casa suja. Então, se não somos aptos a alcançar um objetivo, precisamos manter o trabalho até o último minuto, para garantir que os atletas possam competir em águas seguras. E isso estamos fazendo", revela Andrada à ESPN.

A animação da Next é cheia de imagens fortes, com atletas nadando ou andando de caiaque em meio a uma quantidade enorme de lixo boiando numa água totalmente turva. Algumas cenas chegam a ser ainda mais escrachadas: tiveram a coragem de exibir o Cristo Redentor "evacuando" como se tivesse uma diarreia.

Segundo o texto publicado no vídeo do YouTube, atletas americanos estão sendo instruídos a tomarem vacina contra hepatite A, poliomielite e contra febre tifóide. Além disso, os equipamentos usados para a prática de caiaque serão limpos com água sanitária após cada evento. Aliás, segundo o TomONews, os próprios atletas terão de passar por uma "rígida" desinfecção após a prática de exercícios na água.

Confira abaixo o polêmico vídeo, em inglês:

Últimas notícias

Comentários