Relação entre talco e câncer gera processo milionário contra a Johnson & Johnson

A gigante americana de saúde e beleza foi condenada a pagar US$ 72 milhões (cerca de R$ 287 milhões), após perder uma causa na justiça

por João Paulo Martins 24/02/2016 09:14

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
YouTube/Reprodução
A Johnson & Johnson foi condenada a pagar uma indenização pela suposta relação entre seu talco para bebê e o aparecimento de câncer no ovário (foto: YouTube/Reprodução)
Na hora de trocar a fralda do bebê, normalmente, dois produtos ajudam a evitar as temidas assaduras: creme e talco. São itens bem conhecidos das mamães, certo? Uma marca, em especial, é muito ligada a esse momento da criança: a Johnson & Johnson. A gigante americana da área de saúde e beleza está completando 130 anos de mercado, e acaba de sofrer uma derrota histórica: foi obrigada, pela justiça, a pagar uma indenização de US$ 72 milhões (cerca de R$ 287 milhões) à família de Jacqueline Fox, que morreu em 2015, aos 62 anos, devido às sequelas de um câncer no ovário. A doença, segundo a família da americana, teria surgido com o uso contínuo do famoso talco para bebê da Johnson & Johnson.

O veredito inédito do tribunal de St. Louis, nos Estados Unidos, foi dado na segunda, dia 22 de fevereiro. Segundo a argumentação que consta no processo, a empresa sabe dos riscos do produto e não avisa os consumidores.

De acordo com matéria do jornal português Diário de Notícias, a Johnson & Johnson nega a acusação e informa que vai recorrer da decisão judicial. "Somos solidários com a família, mas acreditamos firmemente na segurança do talco cosmético, que é comprovada há décadas, com evidência científica", diz a nota da empresa à publicação. O talco Johnson's Baby existe desde 1894.

O Diário de Notícias afirma ainda que existem mais de mil processos relacionados a doenças geradas pelo uso de talco, e que essa é a primeira vez que uma empresa dessa área é condenada judicialmente.

Segundo o instituto britânico de pesquisa sobre câncer, Cancer Research UK, em entrevista à rede de televisão BBC, a ligação entre o uso de talco e o carcinoma no ovário ainda não está comprovada. "Mesmo que exista um risco, ele é, provavelmente, pequeno", diz a instituição.

Últimas notícias

Comentários