O que acha de marcar um jantar romântico e sair dele mais rico?

Americana quase quebra o dente ao descobrir uma pérola raríssima em seu macarrão

por João Paulo Martins 25/02/2016 15:44

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
KOMO News/Reprodução
Imagine pedir um prato de macarrão com frutos do mar e encontrar uma pérola extremamente rara dentro dele? (foto: KOMO News/Reprodução)
Quem disse que encontrar um corpo estranho na comida está relacionado apenas a algo ruim? A moradora de Washington (capital dos Estados Unidos), Lindsay Hasz, estava num encontro romântico com o marido, num restaurante italiano, quando, ao comer um prato de macarrão com frutos do mar, mordeu algo duro. Ao cuspir, ficou espantada com o que viu.

"Eu senti que, na primeira mordida, algo quase quebrou meu dente. Como o restaurante estava um pouco escuro, não dava para saber o que era, mas, quando olhei de perto, vi que era totalmente redondo e perfeito. Muito perfeito", conta a americana ao canal de televisão ABC News.

Em princípio, ela não sabia que aquilo era uma pérola. Guardou o "objeto" na bolsa e continuou jantando com o marido. Mais tarde, depois de algumas pesquisas, ela levou o item até um especialista. Após a análise, Lindsay teve uma surpreendente revelação: o "objeto" era uma pérola do tipo quahog, roxa, extremamente rara.

"Uma em milhões são de qualidade para serem usadas em joias, então, é uma ocorrência muito rara", diz Ted Irwin, responsável por analisar a pérola, em entrevista à emissora local KOMO News.

Segundo o site Kari Pearls, especializado nesse tipo de material muito usado em joias, apenas uma em cada 5 mil ostras do tipo quahog produzem pérolas, e, mesmo assim, nem todas têm qualidade para serem consideradas viáveis comecialmente. A que foi encontrada por Lindsay Hasz, possivelmente, tem sua origem na costa leste dos Estados Unidos. Seu preço pode variar entre US$ 3 mil (cerca de R$ 12 mil) e US$ 12,3 mil (R$ 49 mil), ou até mais, conforme consta na página da Kari Pearls.

(com The Huffington Post)

Últimas notícias

Comentários