Transatlântico vai hospedar os astros do basquete dos EUA nas Olimpíadas 2016

O luxuoso navio possui a estrutura de um hotel, com 129 suítes, e comporta até 296 pessoas, além da tripulação

por Marcelo Fraga 27/02/2016 08:59

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.


Silversea.com/Reprodução
O transatlântico Silver Cloud, construído pela Silversea, possui 129 suítes, sendo duas, gigantes, com 122 m² (foto: Silversea.com/Reprodução)
Durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, que serão disputados entre os dias 5 e 21 de agosto de 2016, as seleções masculina e feminina de basquete dos Estados Unidos não ficarão hospedadas na Vila Olímpica, como ocorre tradicionalmente com as delegações que participam da competição.

A "casa" dos astros da NBA que disputarão as Olimpíadas, como Stephen Curry (do Golden State Warriors) e Lebron James (Cleveland Cavaliers), será o transatlântico Silver Cloud, que possui 156 m de comprimento por 21 m de largura. Comparado a outros navios de cruzeiro, ele pode até ser considerado pequeno – visto que alguns transatlânticos ultrapassam os 300 m de extensão –, mas, sua estrutura impressiona.

O Silver Cloud, que receberá os atletas do basquete americano, possui cassino, academia, biblioteca, salão de beleza, butiques e espaço para shows. Tudo isso, distribuídos em seis decks. No entanto, o que mais chama a atenção são as suítes: 129 no total. As menores, têm cerca de 22 m², já as duas mais luxuosas, oferecem um espaço de 122 m², que inclui sala de estar, varanda e camas queen size.
USAB/Reprodução e NBA/Reprodução
Os jogadores da NBA, que fazem parte do Dream Team de basquete dos EUA, Lebron James (esq.) e Stephen Curry, estarão no luxuoso navio, na Rio 2016 (foto: USAB/Reprodução e NBA/Reprodução)

O Silver Cloud pesa 16 mil toneladas e tem capacidade total para 518 pessoas, incluindo a tripulação. Ele é um dos principais navios construídos pela empresa Silversea, sediada no principado de Mônaco. Em seu site oficial, a Silversea afirma que o Silver Cloud "assemelha-se a um iate e possui conforto e estilo incomparáveis".

Privacidade

As Olímpiadas de 2016 não serão as primeiras em que as seleções de basquete dos Estados Unidos ficarão isoladas dos outros atletas. A prática já se tornou uma tradição.

Desde os Jogos Olímpicos de 1992, em Barcelona, os dirigentes da NBA preferem que seus atletas fiquem longe dos holofotes da Vila Olímpica. Em 2004, quando a competição ocorreu em Atenas, na Grécia, os jogadores do Dream Team americano também se hospedaram em um transatlântico.

Últimas notícias

Comentários