Astrônomos dizem que durante a noite é mais fácil procurar por ET's

Segundo eles, nesse momento, a Terra fica mais visível para possíveis alienígenas, e, claro, o inverso também ocorre

por João Paulo Martins 01/03/2016 13:11

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
De acordo com os astrônomos alemães, o melhor momento para procurarmos extraterrestre é à noite, quando também estamos expostos a possíveis observadores (foto: Pixabay)
Segundo astrônomos alemães, para se buscar vida inteligente fora da Terra, o melhor momento é à noite, quando nosso planeta passa pelo disco solar. Além disso, nesse período, também ficamos visíveis para possíveis seres extraterrestres que estejam buscando outras formas de vida no universo visível.

Essa informação faz parte de um estudo alemão, publicado recentemente na revista científica inglesa Astrobiology.

"Nós não sabemos ao certo se os extraterrestres usam os mesmos métodos de busca de vida fora de seu planeta. Mas, podemos dizer que eles devem encontrar os mesmos problemas de observação no espaço. Por isso, a passagem da Terra pelo disco do Sol seria o método mais óbvio para encontrar a humanidade", diz o cientista Rene Heller, do Instituto de Pesquisa do Sistema Solar da Alemanha, no texto de apresentação do estudo.

O astrônomo alemão, juntamento com o companheiro de pesquisa Ralph Rudritz, sugerem que a busca por vida inteligente em outros planetas não siga o modelo atual, que é baseado na captura acidental de um sinal, por meio da audição de todo o Universo que está à nossa volta. Para eles, os cientistas devem concentrar a atenção apenas nos sistemas solares ou corpos celestes cujos habitantes possam ver a Terra e, teoricamente, nos enviar alguma forma de contato.

De acordo com os cálculos feito pelo Instituto de Pesquisa do Sistema Solar da Alemanha, existem 10 mil estrelas que, em princípio, estariam aptas a observar o movimento da Terra pelo disco solar, além de serem capazes de sustentar vida inteligente, tal qual nosso planeta.

Atualmente, os astrônomos usam duas formas para observar supostos planetas habitáveis fora do Sistema Solar: o telescópio Kepler, que analisa alterações na luminosidade da estrela, causadas por um possível planeta; e o efeito Doppler, em que ondas emitidas ou refletidas por um corpo celeste se movem em relação aos cientistas na Terra.

(com Agência Sputnik)

Últimas notícias

Comentários