Letônia causa polêmica com marcha 'nazista' para homenagear seus 'heróis' da Segunda Guerra

O país do Leste Europeu possuía duas divisões militares da temida SS de Hitler

por João Paulo Martins 07/03/2016 09:06

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Dezidor/Wikimedia/Reprodução
Desde 1998, a Letônia realiza sua marcha em homenagem aos soldados que combateram na Segunda Guerra Mundial, ao lado de Hitler, e causa polêmica em todo o mundo (foto: Dezidor/Wikimedia/Reprodução)
A capital da Letônia, Riga, receberá, no dia 16 de março, mais uma edição de seu desfile em homenagem ao Dia dos Legionários. Até aí, nada de mais, afinal, no Brasil também recebemos uma grande parada militar no dia 7 de setembro. O problema é que a marcha letã que será realizada em Riga é para celebrar os heróis nazistas do país, que lutaram na Segunda Guerra Mundial.

Esse "tradicional" desfile da Letônia vem sendo realizado desde 1998, e é uma homenagem aos 150 mil letões que compunham as divisões 15ª e 19ª da Waffen Grenadier da SS (sigla da Schutzstaffel, como era chamada a polícia de elite de Adolf Hitler). Essas duas forças militares que atuaram ao lado do exército nazista alemão foram criadas em 1943, pelo próprio comandante da SS, Heinrich Himmler.

Apesar da polêmica que essa marcha vem gerando em todo o mundo, especialmente por parte de instituições judaicas e antifascistas, o governo da Letônia, em especial os militares, explica que não se trata de uma exaltação dos feitos da Alemanha nazista, e sim, de uma homenagem aos letões que combateram pela "libertação" do país, já que, em 1940, a Letônia havia sido anexada à União Soviética.

Vale lembrar que após os "Julgamentos de Nuremberg" (quando diversos líderes ou apoiadores nazistas foram levados à justiça no pós-guerra), todas as forças policiais e paramilitares alemãs, incluindo a SS, foram consideradas organizações criminosas. Por isso, qualquer menção positiva a elas causa imensa revolta na Europa.
Wikimedia/Reprodução
A Letônia possuía duas divisões militares da SS, que foram criadas pelo próprio Heinrich Himmler (foto: Wikimedia/Reprodução)

Últimas notícias

Comentários