Nunca coloque cotonete dentro do ouvido

Especialista alerta para essa prática muito comum

por João Paulo Martins 10/03/2016 16:22

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
YouTube/Tech Insider/Reprodução
Como explica o médico americano, nunca se deve inserir o cotonete dentro do ouvido, para não empurrar a cera para o fundo e atrapalhar a audição (foto: YouTube/Tech Insider/Reprodução)
Normalmente, muitas pessoas terminam de tomar banho e passam a fazer a higiene da orelha e do ouvido com os famosos cotonetes – hastes de plástico flexível com algodão nas pontas. Porém, esse "acessório" de limpeza nunca deve ser inserido no canal auditivo, mesmo que essa ação pareça segura.

"O que as pessoas estão fazendo, nesse caso, é empurrar a cera para dentro do ouvido. Isso afeta o tímpano, que precisa vibrar adequadamente para garantir uma boa audição. O acúmulo de cera no fundo do ouvido atrapalha o tímpano", diz o fonoaudiólogo William H. Shapiro, professor do centro médico Langone Medical Center, da Universidade de Nova Iorque, em entrevista ao site Tech Insider. Sem falar, claro, que existe risco de perfuração do tímpano.

O especialista lembra que a cera produzida pelo nosso corpo é muito importante, pois é o principal mecanismo de defesa do ouvido contra a entrada de insetos. Além disso, esse material que parece "nojento" possui ácidos que impedem o crescimento de fungos e ainda ajuda a impedir a entrada de materiais indesejados, como pó, pelo e pele morta.

Como mostra Shapiro, se você está incomodado com o excesso de cera, ou quer verificar se existe um acúmulo dela dentro do canal auditivo, o correto é procurar ajuda médica. "Um indivíduo comum nunca deve tentar tirar a cera do ouvido por conta própria", reforça o fonoaudiólogo.

A Johnson & Johson, empresa americana que produz as famosas hastes de algodão, e que detém a marca Cotonete, deixa claro em seu site oficial que esse "acessório" de higiene íntima deve ser utilizado apenas nas partes externas da orelha, nas aberturas das narinas e nas "dobrinhas" dos bebês.

Últimas notícias

Comentários