Navegador flagra o raro fenômeno do 'nascimento' de uma ilha

As imagens mostram que de um simples banco de areia surgiu uma formação rochosa vulcânica em pleno oceano

por João Paulo Martins 28/03/2016 09:03

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Yacht-maiken.blogspot.com.br/Reprodução
Quando o navegador Fredrik Fransson passou com seu veleiro Maiken sobre um "banco de areia" no oceano Pacífico, não imaginava que seria testemunha da formação de uma ilha (foto: Yacht-maiken.blogspot.com.br/Reprodução)
Em agosto de 2006, quando o velejador sueco Fredrik Fransson e sua equipe estavam passando próximo ao arquipélago de Vava'u, que pertence a Tonga e está situado no Pacífico Sul, perceberam que o mar havia deixado de ser azul e que um imenso banco de areia dominava a paisagem. Eles, então, passaram com o veleiro por cima dessa estranha camada que estava sobre a água, sem supor o que ela representava. "Nós olhamos e vimos que na nossa frente não havia mais mar. Era como o deserto do Saara, com grandes bancos de areia, que iam até onde podíamos enxergar", diz Fredrik, em entrevista concedida, na época, à revista americana Discovery.

Então, quando estavam a certa distância da areia, além do estrondo que ouviram, ao olharem para trás, perceberam que se tratava de uma enorme erupção vulcânica, que expelia magma para fora da água e gerava uma grande nuvem de fumaça. Os tripulantes do veleiro Maiken não sabiam, mas estavam testemunhando o raro fenômeno do "nascimento" de uma ilha.

"Normalmente, no Pacífico Sul, temos nuvens na linha do horizonte. Mas, desta vez, não havia nada. Quando vimos um grande pilar preto subindo no ar, entendemos que se tratava de um vulcão subaquático", conta o velejador sueco à Discovery. Ele lembra ainda que chegaram a navegar ao redor do raro fenômeno, e que, conforme ocorriam as explosões de magma, camadas da futura ilha iam sendo depositadas sobre o oceano. "Pareciam com carvão", completa Fredrik Fransson.
Yacht-maiken.blogspot.com.br/Reprodução
Aos poucos, o "banco de areia" foi se transformando, graças à erupção vulcânica que ocorria debaixo do oceano (foto: Yacht-maiken.blogspot.com.br/Reprodução)


Assim que publicaram as imagens no blog, que foi criado, em 2006, como uma espécie de diário de bordo, cientistas em todo o mundo ficaram maravilhados com o flagrante. Segundo o geólogo Greg Vaughan, do laboratório de Propulsão a Jato da Nasa, comentou à Discovery, erupções subaquáticas ocorrem dezenas de vezes por ano, mas, elas estão situadas em áreas remotas do planeta. Com isso, dificilmente são testemunhadas por seres humanos. O cientista aproveitou as fotos tiradas por Fredrik para analisar as imagens de satélite do momento da formação da ilha, nas proximidades de Vava'u.

A nova formação vulcânica do Pacífico Sul chegou a cerca de 73 m de altura. Mas, como explica o geólogo, ilhas criadas por vulcões, no oceano, costumam durar pouco tempo. Desta vez, não foi diferente. Meses após ter surgido, a formação geológica fotografada pelo navegador sueco deixou de existir.

Últimas notícias

Comentários