Mulher 'envia' gata pelo correio, por engano

Inglesa não percebeu que o bichano estava dentro do pacote despachado

por João Paulo Martins 28/03/2016 14:21

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
BBC.co.uk/Reprodução
A tranquilidade da gatinha Cupcake esconde sua terrível "provação": ela foi "empacotada" sem querer por sua dona, que a mandou por correio para o outro lado do país (foto: BBC.co.uk/Reprodução)
Quando se trata de gatos, não existe lugar ruim para eles se esconderem. Armários, gavetas e até a geladeira costumam ser escolhidos pelos bichanos como "base secreta". Mas, um caso recente ocorrido na Inglaterra mostra como essa "mania" dos felinos pode ser perigosa. A dona de casa Julie Baggott estava empacotando DVD's de filmes, que seriam despachados para uma cidade que fica do outro lado do país, quando, sem que ela percebesse, sua gata Cupcake entrou "de fininho" na caixa.

A inglesa, que mora em Falmouth, no condado de Cornwall, enviou, então, a encomenda para a cidade de Worthing, que fica em West Sussex. A pobre gatinha permaneceu oito dias dentro do pacote e viajou nada menos que 418 km, que é a distância entre as duas localidades.

O inusitado caso do "felino empacotado" aconteceu no início de março deste ano. Quando o destinatário da encomenda abriu o pacote, ficou assustado ao ver o animal junto aos filmes que havia comprado. Logo ele levou a gatinha para a Royal Society for the Prevention of Cruelty to Animals (RSPCA), instituição inglesa de combate a crueldades contra animais. A RSPCA, então, encaminhou o felino para a clínica veterinária Grove Lodge Veterinary Group.

Segundo a instituição médica, essa foi a história mais extraordinária que já presenciaram. "O lado sério dessa incrível jornada é que Cupcake estava extremamente desidratada e precisou de tratamento intensivo de urgência, para garantir que se recuperasse totalmente. Apesar disso, ela ficou relaxada e despreocupada, sentada em nossa seção de felinos, enquanto aguardava a chegada de seus 'familiares'", diz a clínica veterinária em texto publicado em seu site oficial.

Graças ao microchip implantado na Cupcake, a equipe da RSPCA conseguiu descobrir as informações da proprietária da gata. "Me senti péssima com o que aconteceu. Coloquei as coisas na caixa e a lacrei. Não sabia que ela [gata] tinha conseguido entrar no pacote. Considero um milagre que tenha sobrevivido a essa terrível provação", diz Julie Baggott, em entrevista à rede de televisão inglesa BBC.

(com The Huffington Post)

Últimas notícias

Comentários