Inglaterra recebe seu primeiro museu do cocô

O National Poo Museum possui diversos exemplares de dejetos animais

por João Paulo Martins 05/04/2016 08:22

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Poomuseum.org/Reprodução
Exemplar de fezes de raposa é uma das atrações do museu do cocô que acaba de ser aberto na Inglaterra (foto: Poomuseum.org/Reprodução)
Duvido que você já tenha visto algo mais inusitado do que o museu do cocô que acabou de ser inaugurado durante a Páscoa deste ano. Chamado de National Poo Museum, ele foi aberto nas dependências do zoológico da ilha de Wight, que fica no sul da Inglaterra. Os visitantes podem conferir excrementos de mais de 20 animais diferentes, incluindo fezes de alces, raposas e até de um bebê humano.

Segundo a rede de televisão britânica BBC, o grande destaque do museu do cocô inglês é um exemplar de fezes fossilizadas, que são datadas de mais de 140 milhões de anos.

Em entrevista ao jornal local Hartlepool Mail, o curador do museu, Nigel George, diz que a ideia de criar esse tipo de exposição surgiu de forma simples: "Cocô provoca reações fortes". Ele lembra que as crianças pequenas costumam até brincar com as fezes, mas, quando crescem, passam a evitá-las e ter nojo. "Porém, a maioria de nós, mesmo debaixo das camadas de nojo e tabu, continua fascinada por elas", comenta Nigel.
Poomuseum.org/Reprodução
O National Poo Museum possui até uma "árvore do cocô", em homenagem aos excrementos humanos e de animais (foto: Poomuseum.org/Reprodução)


Para evitar que o museu se transforme num ambiente fedorento, os excrementos dos animais são secos numa máquina especial, e, em seguida, encapsulados em bolas de resina transparente. De acordo com os especialistas do National Poo Museum, o cocô de um inseto, por exemplo, demora cerca de uma hora para secar. Já o excremento de um leão pode ficar a noite toda na máquina.

Apesar de parecer uma ideia surreal, esse não é o primeiro museu dedicado aos dejetos. Na Itália, em 2015, a pequena cidade de Castelbosco recebeu o Museo della Merda, com documentos e artefatos que fazem referência às fezes ao longo de nossa história. Antes disso, na Coreia do Sul, em 2012, foi aberto o Mr. Toilet House, um museu e parque com estátuas humanas e de animais defecando.

(com The Huffington Post)

Últimas notícias

Comentários