Deputado federal do PT chama Dilma de 'ex-presidente'

Na Comissão Especial do Impeachment, Paulo Pimenta (PT-RS) pediu a palavra e cometeu o ato falho

por João Paulo Martins 07/04/2016 13:25

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
YouTube/Reprodução
"De maneira injuriosa, ao ex-presidente Lula e à ex...", diz Paulo Pimenta (PT-RS), em ato falho contra a Dilma. Erro foi cometido durante sessão da Comissão Especial do Impeachment (foto: YouTube/Reprodução)
Durante a reunião de leitura do parecer do relator da Comissão Especial do Impeachment, na quarta, dia 6 de abril, um fato inusitado chamou a atenção de todos os presentes e acabou virando piada na internet. O deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) pediu a palavra ao presidente da comissão e, quando tentou atuar como "advogado" de Dilma Rousseff, acabou cometendo um ato falho e chamando a governante de "ex-presidente".

Assista, abaixo, ao vídeo do momento do ato falho:


Logo após a leitura do parecer favorável ao impeachment, do deputado Jovair Arantes (PTB-GO), Paulo Pimenta pediu a palavra. "A alusão feita aqui, de maneira injuriosa, ao ex-presidente Lula e à ex...", diz o parlamentar petista, que parou de falar ao perceber o erro. Sua colega, Maria do Rosário (PT-RS), tentou ajudar, dizendo repetidamente a forma de tratamento "Excelentíssima", mas não conseguiu.

Logo que aconteceu o ato falho, a sessão da Comissão Especial do Impeachment virou uma algazarra, com gritos de parlamentares pró-impeachment, que aplaudiam e gritavam "caiu" e "ex-presidenta". Pouco depois, a palavra do deputado Paulo Pimenta foi retomada.

Últimas notícias

Comentários