Vídeo mostra suposto monstro no rio Tâmisa

Seria o famoso monstro do lago Ness visitando a capital inglesa?

por João Paulo Martins 08/04/2016 14:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
YouTube/Penn Plate/Reprodução
Será que essa perturbação na água do rio Tâmisa, em Londres, flagrada em vídeo, representa algum "ser" marinho desconhecido? (foto: YouTube/Penn Plate/Reprodução)
Um vídeo publicado no YouTube no dia 27 de março está fazendo muito sucesso. Com quase 3 milhões de visualizações, as imagens de um suposto monstro nadando no rio Tâmisa, em Londres, Inglaterra, está intrigando os internautas.

Assista ao flagrante e tire suas conclusões:


O usuário Penn Table, responsável pela gravação, diz que estava passeando no bondinho do Emirates Air Line, no bairro de North Greenwich, na capital inglesa, quando flagrou o estranho movimento no rio, parecendo um animal mergulhando. "Existem baleias no Tâmisa? Ou seria algum tipo de submarino?", comenta Penn Table na descrição do vídeo.

Logo os usuários começaram a comentar o intrigante "ser" que aparece no rio. Alguns disseram se tratar do famoso monstro do lago Ness, que fica na Escócia, mas que teria ido "passear" em Londres. Outros vão além e dizem se tratar do réptil gigante japonês Godzila.

Segundo o site de notícias The Huffington Post, o mais provável é que seja um golfinho. Esse mamífero marinho já foi visto nas águas do Tâmisa em outras ocasiões. Porém, o biólogo Ian Tokelove, da organização London Wildlife Trust, em entrevista ao jornal inglês Evening Standard, diz que não conhece "nada tão grande que viva no Tâmisa". "Nós demos uma boa olhada no vídeo, e não ficou claro o suficiente para podermos dizer o que poderia ser", comenta Tokelove.

Vale dizer que o último avistamento do suposto monstro do lago Ness se deu em julho de 1933. Ou seja, nenhuma criatura misteriosa andou "visitando" os rios e lagos da Inglaterra desde então.

(com The Huffington Post)

Últimas notícias

Comentários