Polvo faz 'truque' incrível e some de aquário na Nova Zelândia

Ele tem 30 cm de diâmetro e passou por um ralo de apenas 15 cm

por João Paulo Martins 14/04/2016 14:18

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Facebook/NationalAquariumNZ/Reprodução
Criança aprecia o polvo Inky no Aquário Nacional da Nova Zelândia, sem saber que, pouco depois, o molusco conseguiria escapar do tanque e fugir para o mar (foto: Facebook/NationalAquariumNZ/Reprodução)
Entre os animais mais inteligentes da natureza, o polvo, com certeza, se encontra na lista. Esse molusco já foi visto abrindo potes e até ajudando a escolher resultado de jogos de futebol – quem não lembra do saudoso Paul?. Agora, uma notícia inusitada envolvendo esse animal está chamando a atenção na internet. Um polvo deu uma de "Houdini" (famoso mágico húngaro) e escapou do tanque que fica no Aquário Nacional da Nova Zelândia.

Funcionários do aquário, que fica na cidade neozelandesa de Napier, encontraram o tanque vazio e logo comunicaram o fato à imprensa e aos fãs, nas redes sociais. Depois da divulgação do sumiço, teve início uma "busca" pelo polvo, que é conhecido como Inky. Ele chegou à instituição marítima em 2014, doado por um pescador que o encontrou em sua rede de pesca.

Apesar de ter desaparecido como num passe de "mágica", o esperto molusco acabou deixando rastros, que ajudaram os especialistas do aquário a descobrirem como o animal deixou o tanque e seguiu em direção ao mar. Curiosamente, o polvo tem o diâmetro de uma bola de rúgbi (30 cm), mas conseguiu passar por um ralo de apenas 15 cm.

Segundo Rob Yarrall%u200B, responsável pelo Aquário Nacional da Nova Zelândia, os polvos conseguem espremer seus corpos de tal forma que alcançam tamanhos inacreditáveis. Isso faz com que caibam em quase todo lugar. "Desde que caiba a boca, tudo bem. Seus corpos são maleáveis, mas eles têm uma espécie de bico, como os papagaios", conta Yarrall ao site neozelandês Stuff.co.nz.

Mesmo com a perda do animal, o responsável pelo aquário diz que, de certa forma, todos estão felizes por Inky ter conseguido alcançar o mar e viver em liberdade. Rob Yarrall lembra que essa espécie é solitária e que já estão pensando em adquirir outro indivíduo para ocupar o lugar de Inky no tanque.

Abaixo, um vídeo com o polvo "fujão" em seu antigo tanque:

Últimas notícias

Comentários