Nasa encontra satélite no planeta anão Makemake

A lua tem 160 km de diâmetro e acompanha o movimento de seu 'planeta'

por João Paulo Martins 27/04/2016 15:07

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
NASA/ESA/Z. Levay (STScI)/Divulgação
O pequeno ponto indicado na imagem feita pelo telescópio Hubble, divulgada agora pela Nasa, corresponde ao satélite do planeta anão Makemake (foto: NASA/ESA/Z. Levay (STScI)/Divulgação)
A Agência Espacial Norte-Americana (Nasa) acaba de divulgar novas imagens do planeta anão Makemake, que fica perto de Plutão, e é formado inteiramente por gelo. Ele possui um diâmetro de 1,4 mil km e, segundo mostra o telescópio espacial Hubble, possui um satélite natural com 160 km de diâmetro.

"O planeta Makemake pertence à classe de corpos celestes raros e, portanto, descobrir seu satélite é um evento bastante importante. Ele nos oferece a possibilidade de estudar Makemake de forma mais detalhada, que não seria possível se o planeta não tivesse o satélite", diz Alex Parker, do Instituto de Pesquisa Sudoeste, que pertence à Nasa e fica em Boulder, nos Estados Unidos.

Os astrônomos estão observando, há anos, os planetas anões localizados fora da órbita de Netuno. O Makemake pertence a essa classe de planetas e fica a 52 unidades astronômicas do nosso planeta – o que equivale à distância média entre a Terra e o Sol.
NASA/ESA/Z. Levay (STScI)/Divulgação
Representação artística mostra como seria o planeta Makemake com seu satélite natural (foto: NASA/ESA/Z. Levay (STScI)/Divulgação)

O planeta anão foi descoberto em 2005 pelo astrônomo americano Michael Brown, e recebeu o nome Makemake em homenagem ao deus da fertilidade da mitologia dos rapa nui, antigos habitantes da Ilha de Páscoa. A análise da superfície congelada do planeta mostrou que ela é feita de água, amônia e metano, sendo muito parecida com a de Plutão.

Após os cientistas Michael Brown e Harold Weaver terem descoberto quatro pequenos satélites ligados a Plutão (Styx, Kerberos, Hydra e Nix), no final do ano 2000, já se esperava que Makemake também tivesse suas luas. A hipótese foi confirmada, agora, pelo Hubble.

O satélite de Makemake gira em torno dele numa órbita bem próxima. De acordo com Alex Parker, os astrônomos já tinham visto o MK2 (nome científico da lua), mas consideraram que pudesse ser manchas escuras e frias na superfície do planeta anão.

(com Agência Sputnik)

Últimas notícias

Comentários