Remédios para pressão alta podem gerar problemas na visão, diz estudo

A medicação pode levar ao desenvolvimento de degeneração macular relacionada à idade

por Da redação com assessorias 31/05/2016 11:23

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
Como mostra um dos responsáveis pelo estudo, a ideia não é levar as pessoas a deixarem de usar remédios para pressão alta com medo de terem problemas de visão no futuro (foto: Pixabay)
De acordo com estudo publicado no jornal da Academia Americana de Oftalmologia, pode haver uma conexão entre a ingestão de vasodilatadores e o desenvolvimento de degeneração macular relacionada à idade (DMRI) – que é uma das causas mais comuns da perda de visão na terceira idade. Além do fator envelhecimento, outras causas para a doença incluem hereditariedade e fumo.

Para esclarecer melhor a relação entre esse tipo de degeneração macular e os medicamentos usados para controlar a pressão sanguínea, pesquisadores da Universidade de Wisconsin, nos Estados Unidos, conduziram um vasto estudo entre 1988 e 2013, analisando 5 mil pessoas com idade entre 43 e 86 anos. O resultado mostrou que vasodilatadores como Apresolina e Loniten foram associados a um risco 72% maior de desenvolver DMRI em estágio inicial – contra apenas 8,2% daqueles que não estavam tomando nenhum desses medicamentos.

Enquanto o estudo estima os riscos de uma associação entre remédios para baixar a pressão e o desenvolvimento de DMRI em vários estágios, os pesquisadores alertam que o objetivo não é analisar os efeitos dessas medicações, nem as condições que levaram os pacientes a tomar esses medicamentos. De acordo com o médico Ronald Klein, coordenador do estudo, o objetivo não é mudar a medicação de ninguém. "Mais pesquisas são necessárias para determinar as causas desse aumento no risco de desenvolver degeneração macular", comenta o especialista no artigo de apresentação do estudo.

Últimas notícias

Comentários