Diretora-geral do Detran-MG pode estar sofrendo perseguição, após 'faxina' no órgão

Rafaela Gigliotti assumiu o cargo em dezembro de 2015 e suas mudanças no Detran não estariam sendo bem recebidas

por João Paulo Martins 31/05/2016 18:19

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Siprocfcmg.org.br/Reprodução
A delegada Rafaela Gigliotti Brandi, diretora-geral do Detran-MG, vem fazendo mudanças no órgão que não estariam sendo bem recebidas por algumas pessoas, o que pode levar à sua saída (foto: Siprocfcmg.org.br/Reprodução)
Segundo uma fonte de dentro do Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG), ouvida pela Encontro, e que preferiu não ser identificada, existe um forte rumor de que a diretora-geral do órgão, a delegada Rafaela Gigliotti Brandi, pode ser retirada do cargo a qualquer momento.

As informações são de que Rafaela vem realizando importantes mudanças no Detran-MG, incluindo uma "limpeza" nas bancas examinadoras dos testes de rua para obtenção de carteira de habilitação e uma revisão de grandes contratos firmados com o órgão. "Existe muita gente incomodada, o que está gerando pressão pela mudança", informa a fonte. Já existe até um possível nome para substituir a atual diretora do Detran-MG: o chefe-adjunto da Polícia Civil, João Otacílio da Silva Neto.

"Não se sabe o futuro da Rafaela. Ela tem amor pelo Detran. Sua carreira toda foi feita na Polícia Civil [são 16 anos trabalhando no órgão]. Ela foi chefe da assessoria jurídica, foi adjunta e diretora. O João Otacílio não sabe nada de trânsito. É uma área muito difícil. A gente tem medo de que parem todas as mudanças que estão sendo feitas", reclama a fonte ouvida pela Encontro. Questionada se haveria a possibilidade de Rafaela Gigliotti Brandi estar sendo "perseguida" por ser mulher, a fonte diz que não acredita em machismo, neste caso, e que tudo indica ser um jogo de poder. "Tanto é que ela está sendo apoiada pelos delegados, especialmente os mais jovens, que entram com uma cabeça 'mais arejada'. Existe uma campanha para que ela não seja destituída", finaliza.

A Encontro entrou em contato com a assessoria de imprensa da Polícia Civil de Minas Gerais e recebeu como resposta apenas a informação de que "não existe nenhuma intenção de trocar a diretoria-geral do Detran e que caso isso venha a ocorrer, no futuro, será devidamente noticiado".

Últimas notícias

Comentários