Restringir demais o consumo de sal não faz bem, diz estudo

Pessoas que comeram menos sódio tiveram maior risco de ataque cardíaco, segundo a pesquisa

por João Paulo Martins 07/06/2016 13:25

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
Segundo estudo canadense, consumir menos sal do que o mínimo recomendado pode fazer mal para o sistema circulatório e para o coração (foto: Pixabay)
Todo mundo sabe que consumir em excesso alimentos que contenham sódio (sal) não faz bem para a saúde, especialmente para quem sofre com hipertensão arterial. Porém, um artigo publicado no jornal científico The Lancet, em maio de 2016, mostra que dietas que restringem de forma demasiada a ingestão de sal pode causar um efeito oposto e aumentar o risco de problemas cardíacos.

"Consumir sal de forma moderada reduz ligeiramente a pressão arterial, mas leva a uma série de outros efeitos, incluindo o aumento do nível de certos hormônios que, muitas vezes, supera os efeitos positivos da queda de pressão. Esta é uma informação importante para as pessoas que sofrem com hipertensão", diz o pesquisador Andrew Mente, da Universidade McMaster, de Hamilton, no Canadá, no artigo publicado no Lancet.

Juntamente com outros pesquisadores, Andrew analisou a saúde de mais de 130 mil pessoas, de 49 países, que se voluntariaram para a pesquisa canadense. Como parte do estudo, os cientistas coletavam, regularmente, amostras de sangue dos participantes, bem como analisavam os dados relativos às dietas, aos maus hábitos, às doenças e a outros aspetos que podiam afetar a saúde e a expectativa de vida dos voluntários.

Os pesquisadores canadenses queriam saber como o corpo reage às principais dietas "do momento", incluindo a que indica a redução drástica do consumo de sal na comida, para hipertensos ou pessoas com outros problemas cardíacos. Após acompanhar as mudanças no estado de saúde dos participantes da pesquisa, Andrew Mente e sua equipe concluíram que a redução do consumo de sal não trouxe vantagens ao organismo, mesmo para aqueles que sofriam de pressão alta.

Segundo o estudo publicado no The Lancet, existe um limite de consumo diário de sal (cerca de 3 gr), e a ingestão abaixo desse patamar, como em uma dieta restritiva, pode afetar negativamente o corpo, incluindo o sistema circulatório e o coração. Os voluntários que comeram até 2 gr de sal por dia se tornaram mais propensos a morrer de ataque cardíaco do que os que consumiam sódio normalmente.

Porém, os cientistas lembram que não se deve manter uma rotina de consumo excessivo de sal, já que a Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda a ingestão máxima de 5 gr (ou 2 gr de sódio) por dia.

(com Agência Sputnik)

Últimas notícias

Comentários