Você sabe quem está por trás da famosa voz do Google Tradutor?

Trotes e brincadeiras com a célebre voz de Regina Bittar existem aos montes no YouTube

por Vinícius Andrade 08/06/2016 09:10

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Facebook/regina.bittar.3/Reprodução
A locutora paulista Regina Bittar conta que não liga para as inúmeras brincadeiras que são feitas usando o Google Tradutor, que traz sua voz (foto: Facebook/regina.bittar.3/Reprodução)
Regina Bittar não esperava ser um rosto conhecido, mas a sua voz ganhou tamanha notoriedade que a fama se tornou inevitável. "Autora" de trotes para pizzarias e até de broncas em crianças, a locutora, de 54 anos, foi a voz brasileira do Google Tradutor e do sistema de GPS durante cinco anos. Atualmente, ela pode ser reconhecida como a Siri, assistente pessoal que arranca gargalhadas dos usuários do sistema iOS da Apple. "Como sou usuária do iPhone, converso comigo o tempo inteiro", brinca Regina.

Para se tornar a voz do Google, a brasileira, natural de Santos, participou de uma seleção na Suíça, em 2009, onde fez gravações ininterruptas durante sete dias sem saber qual seria o destino do trabalho. Os detalhes sobre o contrato são guardados a "sete chaves" tanto pela empresa quanto pela locutora. Assim que o serviço estreou em maio de 2010, a voz de Regina pôde ser reconhecida. Começaram, então, o assédio e os trotes.

Trotes e brincadeiras

Pedidos de pizza feitos pela voz do Google Tradutor viralizaram no YouTube. As gozações, segundo Regina, nunca incomodaram. "Eu acho interessante as brincadeiras, até porque não sou eu, é o sistema", diz a locutora. A repercussão na mídia também é bem vista por ela. "Quando a gente tem um pouquinho só de fama, não chega a incomodar, pelo contrário, é gostoso", afirma.

Eu sou a Siri?

Curiosamente, Regina ficou sabendo que sua voz seria usada na assistente Siri porque deficientes visuais a informaram. "Eles têm uma memória auditiva muito forte", destaca. Isso aconteceu porque a locutora firmou o contrato com a Apple sem saber que as gravações seriam utilizadas no aplicativo do iOS.

Repercussão na mídia

A radialista ganhou destaque na mídia após participar de entrevistas no Programa do Jô, na Globo News e em outros meios de comunicação. Ela confessa que não esperava tamanha repercussão e se diz atenta para não deixar o sucesso "subir à cabeça". "A única coisa que pode atrapalhar é se você não controlar o ego, porque ele se inflama um pouco. Tive meus cinco minutinhos de fama e continuo trabalhando, esperando um novo trabalho que me desafie", ressalta Regina. Por falar em desafios, a locutora revela que gostaria de fazer um material em que conta histórias para crianças e deficientes visuais.

Estilos de vozes

Regina também dá vozes a comerciais de bancos, supermercados, chocolates, entre outros. Ela compara as gravações publicitárias com os trabalhos realizados no Google: "No comercial, você pode ser doce, maternal, dura, cansada. Depende do produto. O diferencial está na emoção. No sistema como o Google eu tento ter uma voz sempre aconchegante, simpática, agradável de ouvir".

Referência

Perguntada sobre um trabalho inspirador, Regina destaca a locução da atriz Laura Cardoso na minissérie brasileira Hoje é Dia de Maria. "Essa narração dela superou Fernanda Montenegro, que também é maravilhosa", analisa a locutora.

Em vídeo divulgado no seu Facebook, Regina Bittar brinca com a Siri. Confira:

Últimas notícias

Comentários