Segundo sensitivo brasileiro, Donald Trump ganhará as eleições presidenciais nos Estados Unidos

Jucelino Nóbrega da Luz teria feito a premonição do resultado em setembro de 2015

por João Paulo Martins 07/11/2016 15:57

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Facebook/trump/Reprodução e Facebook/hillaryclinton/Reprodução
Você está na expectativa para saber quem será o próximo presidente dos Estados Unidos, Hillary Clinton ou Donald Trump? Pois, segundo o sensitivo Jucelino Luz, o magnata levará a melhor (foto: Facebook/trump/Reprodução e Facebook/hillaryclinton/Reprodução)
Às vésperas da mais importante eleição presidencial do mundo, a expectativa pelo nome de quem vai suceder Barack Obama no comando dos Estados Unidos repercute também no Brasil. De um lado, temos a democrata Hillary Clinton, com discurso mais ameno, que visa a manutenção das boas ações do governo atual e a correção dos problemas. Do outro, está o republicano Donald Trump, magnata do ramo imobiliário que tem uma visão extremamente radical da economia e da política externa. Uma pesquisa recente feita com internautas brasileiros mostrou que 76% deles votariam na Hillary, se pudessem. Apesar disso, segundo o sensitivo brasileiro Jucelino Nóbrega da Luz, em previsão que teria feito em setembro de 2015, o próximo presidente dos EUA será o polêmico Trump.

"Não é o momento para Hillary Clinton ter sucesso como presidente [dos EUA], e existe uma pequena chance dela vencer a eleição americana para a presidência dos Estados Unidos. Seria melhor, neste momento importante, que ela fosse vice-presidente ou estivesse novamente no cargo de Secretária de Estado. Isto daria força para o Partido Democrata vencer as eleições presidenciais nos EUA. Mas, se ela resolver concorrer por conta própria, vai perder. E isto vai acabar com todo o trabalho que ela construiu", diz a carta enviada por Jucelino Nóbrega da Luz ao escritório da ex-primeira dama Hillary Clinton em 1º de setembro de 2015 – essa é a suposta datada impressa no documento.

No mesmo texto, o sensitivo, que tem 56 anos e nasceu no Paraná, afirma que o momento nos Estados Unidos está "muito bom e forte para Donald John Trump". Jucelino pede à Hillary que não leve a mal as previsões e que as decisões dela poderiam afetar essa "premonição". "Mas, lembre-se que mesmo que você vença as preliminares, irá perder mais para frente. E será muito ruim para os Estados Unidos da América", finaliza o brasileiro no documento. Neste caso, a fala de Jucelino Nóbrega da Luz, obviamente, já está defasada, pois Hillary Clinton venceu as primárias do Partido Democrata – deixou para trás Bernie Sanders.
YouTube/equipe JNL/Reprodução
O sensitivo Jucelino Nóbrega da Luz teria enviado uma carta ao gabinete da ex-primeira dama Hillary Clinton informando que se fosse candidata a presidente, perderia as eleições (foto: YouTube/equipe JNL/Reprodução)

Para quem não conhece o suposto "vidente" paranaense, ele ficou famosos após aparecer em diversos programas de TV com suas previsões "que deram certo". Jucelino diz ter previsto os ataques terroristas de setembro de 2001 ao World Trade Center (EUA), bem como a morte do cantor Michael Jackson, em 2009, e o tsunami que devastou a Ásia em dezembro de 2004, matando centenas de milhares de pessoas.

Apesar de muita gente acreditar nas supostas previsões "acertadas" de Jucelino, ele já foi desmentido pela Rede Globo, em matéria veiculada no Fantástico, em 2007.  Dois peritos grafotécnicos mostraram que o suposto vidente reconhece a firma (assinatura) de cartas incompletas nos catórios. Posteriormente, ele as preenche com o conteúdo relativo aos acontecimentos que já teriam ocorrido.

A assessoria jurídica de Jucelino Luz, em comunicado enviado à Encontro, afirma o seguinte sobre a acusação de farsa: "Os peritos contratados pelo programa do Fantástico, da Rede Globo de televisão, nunca fizeram nenhuma perícia documental, sobretudo, não existe como registrar documento em branco, ou, muito menos, tiveram acesso ao histórico documental. O programa Fantástico foi completamente editado, no sentido de induzir seus telespectadores ao erro, e não houve nenhuma investigação ou qualquer tipo de analise documental. Para quem tiver dúvida, apenas observar a gravação no YouTube [Direito de Resposta], clicando neste link".

Últimas notícias

Comentários