Saiba quais fenômenos astronômicos serão visíveis em 2017

Eclipses, Superlua e várias chuvas de estrelas cadentes devem ocorrer este ano

por Encontro Digital 11/01/2017 09:14

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pixabay
Este ano teremos várias chuvas de meteoros, ou as chamadas estrelas cadentes (foto: Pixabay)
Em 2017 se espera um grande número de acontecimentos astronômicos, entre os quais se destacam dois eclipses solares, dois da Lua, uma Superlua e até mesmo 10 chuvas de estrelas cadentes.

De acordo com a rede de TV britânica BBC, o primeiro eclipse solar pode ser observado no dia 26 de fevereiro de 2017. No decorrer desse evento astronômico, a Lua cobrirá parcialmente o Sol.

Este eclipse poderá ser visto pelos habitantes da região argentina de Comodoro Rivadavia e os da cidade chilena de Puerto Aysén. Nas cidades latino-americanas de Buenos Aires, Santiago do Chile e Montevidéu, o fenômeno será visível em 60%.

No entanto, o "eclipse do século" do nosso Astro-rei terá lugar sobre a América do Norte no dia 21 de agosto de 2017. Este fenômeno, que não ocorre há 70 anos, vai durar pouco mais de dois minutos, mas deixará na escuridão quase total os moradores dos estados de Ohio, Kentucky e Virgínia Ocidental, nos Estados Unidos. Em algumas cidades mexicanas, o eclipse poderá ser visto em 60% de sua totalidade.

Eclipses lunares

No dia 7 de agosto também teremos um eclipse parcial da Lua, enquanto que, no dia 11 de setembro, o satélite natural da Terra ficará totalmente na frente do Sol.

O ano de 2016 ficou marcado pelo fenômeno da Superlua, mas em 2017 não teremos tantas ocorrências deste fenômeno. Apenas uma vez durante todo o ano teremos a chance de contemplar uma Superlua, que ocorrerá no dia 3 de dezembro.

Hora dos "desejos"

Muita gente conhece a crendice popular que diz que é possível faezr um pedido para uma estrela cadente. Parece que este ano teremos muitas oportunidades de que nossos sonhos mais secretos sejam realizados. De acordo com as previsões dos astrônomos, em 2017 seremos testemunhas de pelo menos 10 chuvas de meteoros, cujos nomes derivam dos nomes de suas respectivas constelações.

Aqui estão as cinco chuvas de estrelas cadentes mais importantes do ano:

  • Quadrântidas: chuva de meteoros de alta atividade que costuma ocorrer, todos os anos, entre 1º e 5 de janeiro. Elas são assim chamadas por terem origem na antiga constelação Quadrans Muralis

  • Líridas: são uma chuva de meteoros de atividade moderada, que tomaram o nome da constelação de Lira. Este evento astronômico poderá ser visto na noite de 22 de abril

  • Eta de Aquariadas: chuvas de estrelas cadentes associadas com o cometa Halley, que estarão visíveis no dia 4 de maio. O nome deriva da constelação de Aquário

  • Delta Aquariadas: dia 27 de julho poderemos observar mais uma chuva de meteoros. Por enquanto, a origem desta chuva é desconhecida. Os cientistas da Nasa acreditam que os meteoros sejam provenientes dos rastros do cometa 96P/Machholz

  • Perseidas: no dia 12 de agosto aparecerá no céu a chuva de meteoros de alta velocidade na direção da constelação de Perseus

(com Agência Sputnik)

Últimas notícias

Comentários